Em alguns relacionamentos, às vezes, chega a hora de decidir se querem ficar juntos ou não. Quando esta situação se faz presente, a resposta é clara: “não”.

No entanto, pelo amor que temos por nosso parceiro, pelas dificuldades superadas juntos, começamos a justificar coisas que não necessariamente deveriam ser desculpadas.

Então, nós estamos errados. Às vezes é o medo; outras vezes é a preguiça de começar um novo relacionamento. Apesar disso, se algumas destas razões para continuar juntos houver passado pela sua mente, é hora de ir direto ao ponto.

1. Fracassamos
Alguém gosta de fracasso? A verdade é que ninguém, muito menos se isso tem a ver com um relacionamento. A falha neste caso é imperdoável.

Este pensamento é uma das razões para não ficar juntos. Quando ele surge, manifesta o medo da desaprovação social.

Inclusive, sentimos culpa, porque pensamos que esta falha foi por nossa causa. Talvez não tenhamos feito tudo o que podíamos ou talvez não tenhamos amado tanto quanto a outra pessoa …

Justificativas e mais justificativas que não lhe deixam tomar a decisão de terminar um relacionamento que já não faz sentido ser mantido.

Não foi um fracasso. É uma situação completamente normal. Com a convivência e os anos juntos tudo acaba nos desgastando e, ás vezes, faz com que não queiramos seguir o mesmo caminho juntos.
Pare de temer o que as pessoas dirão. O importante é como você se sente. Não continue com alguém por culpa ou pela relação não ter sido bem-sucedida.

2. Tenho que pensar nas crianças
É claro que devemos pensar nas crianças, mas não da maneira que você está fazendo. Como um casal vocês estão errando na forma como lidar com esta situação negativa.

Ficar juntos pelas crianças é um grande erro. As discussões não vão melhorar, o relacionamento se desgastará ainda mais e, no final, tudo vai explodir.

Seus filhos vão ter que lidar com um ambiente desagradável. Eles não vão estar à vontade e irão presenciar atitudes negativas que não será benéfica para eles. Nós acreditamos que as crianças necessitam de uma família unida, fruto de um casal que ainda quer ficar junto.
No entanto, este é um conceito equivocado. As crianças precisam de seus pais para lhes dar amor e que estejam tão felizes quanto possível, para que esta felicidade seja transmitida a eles.

Deste modo, não serão obrigados a crescer em um ambiente desconfortável.

E somos forçados a estar com alguém com quem não queremos estar ou simplesmente por considerar que é melhor para os nossos filhos, o que não é certo.

3. Tenho medo de ficar sozinho
Há muitas pessoas que desenvolvem uma dependência emocional, especialmente se já estão há muitos anos com alguém e nunca realmente estiveram sozinhas.

Isto pode ser um problema no momento em que o casal se pergunta se deve ou não continuar junto. Um dos dois será tomado pelo medo e a ansiedade da separação.

Esse medo da solidão pode ser aumentado se já temos uma certa idade. Por exemplo, quando envelhecemos, acreditamos que menos chance teremos de encontrar um parceiro.
Como isso é importante na sociedade em que vivemos, optamos por ficar juntos apesar de tudo. O resultado é certamente catastrófico. Vamos nos aniquilando e nos tornamos pessoas tristes, pois nos prendemos a uma situação por medo.

Não é fácil sair desta situação. Mas o esforço vale a pena.

Estar sozinho é uma aventura. Especialmente porque você vai descobrir que é com você com quem verdadeiramente deve estar.

Então, quando conseguir enxergar e aceitar isso não terá mais medo. Estará sempre acompanhado por você mesmo.

4. Não verei mais meus amigos
É natural que os casais que passaram muitos anos juntos compartilhem amizades. O que não é um grande problema, até se falar da separação.

Ficar juntos pode ser a melhor opção para evitar perdas. Às vezes, não somente pelos amigos, mas também pelos sogros e cunhados que se tornaram nossos melhores companheiros.

É verdade que você precisará de um tempo para se reconectar com eles. No entanto, isso não significa que irá perdê-los.

Você terá que passar por este período de luto tão necessário que irá lhe ajudar a colocar as coisas em ordem.

Inclusive, talvez você e seu parceiro se tornem melhores amigos. Logo, neste caso, este medo é infundado.

Se você estiver considerando continuar ou não em um relacionamento, cuidado para não ser levado por todas estas razões para não se perder em uma situação em que não queira estar.

Pense em você, no que lhe faz se sentir melhor. Não se preocupe com o que vai acontecer. Se você estiver bem, tudo vai fluir.

FONTEMelhor com Saúde
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS