Rubem Alves, psicanalista, educador, teólogo e escritor, conta-nos uma passagem muito interessante ocorrida em seu como consultório, em uma sessão de terapia.

Segundo ele, uma ansiosa mãe lhe confessou: “Não tenho tempo para educar minha filha”. Quantos de nós, se tendo a possibilidade de deitar-se em um divã ou se tivéssemos a audácia de nos encarmos de frente, cara a cara, no espelho, não diria o mesmo?

Nos tempos de hoje, onde a pressa nos rouba a paz e a tecnologia dos aproxima dos distantes e cria abismos entre aqueles que se encontram lado a lado, quantos podem dizer que dão a real atenção àqueles a quem ama?

Rubem Alves, em sua costumeira sabedoria, afirma que o diálogo seguiu do com sua respota: “Eu nunca eduquei meu filhos…”.

E segue: “Ela fez uma pausa perplexa. Deve ter pensado: “Mas que psicanalista é esse que não educa seus filhos?”. “Nunca educou seus filhos?”, perguntou. Respondi: “Não, nunca. Eu só vivi com eles”.

Será que ao menos temos “vivido” com os nossos filhos? Ou temos vegetado, seres ásperos e insensíveis, corpo presente e alma distante, enquanto usufruimos de suas companhias?

“Eu apenas vivi com eles”… “Vivi com eles..”

Editorial da Bem Mais Mulher

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS