Por Jéssica Pellegrini

Alguns amores, sem argumentos plausíveis, foram feitos para dar certo.

Dizem que quando é para ser, o universo conspira a favor e até os ventos contrários, são capazes de perder as forças diante de um sentimento verdadeiro. Pensando nesse ponto, será que realmente existe um lado contrário do vento? Se a resposta for sim, então, qual é o lado certo? E o lado errado?

O que nos leva a pensar que os nossos desejos e vontades são bons, a ponto do universo conspirar a favor da realização? Parece que alimentamos uma ilusão de que vamos receber respostas do acaso, se isso tiver que acontecer.

Mas francamente, sabemos que não é bem assim. Assim como qualquer tipo de planejamento, o relacionamento em si também precisa de muito cuidado e dedicação, até chegar a uma construção sólida e estável.

O que eu quero dizer, é que quando as estruturas dentro de nós estão inabaláveis, nenhum vento contrário ou tempestade é capaz de nos destruir. Devido a esses contratempos que enfrentamos na vida, é que eu admiro cada vez mais os casais que sobrevivem as provocações, obstáculos, dias cinzentos, julgamentos alheios, dificuldades da rotina e mais um milhão de coisas, que fazem parte de um relacionamento sério.

Reconheço que eternizar e compartilhar os dias com outra pessoa, é muito difícil, afinal, sempre vão existir brigas sem motivos, palavras desnecessárias em uma crise de ciúmes, mau humor, choro e uma impaciência sem tamanho.

Esses detalhes se tornam pequenos, quando comparado ao valor de olhar para o lado e ter uma pessoa, pronta para o que for necessário.

No amor maduro, os envolvidos aprendem a ceder, aprendem a aceitar o outro como ele realmente é, aprende a lidar com os defeitos, com as diferenças e aprende também, que a tolerância e a compreensão são as bases primordiais que fortalecem uma relação.

Com tantos aprendizados, compreendem juntos, que amar e ser amado é uma dádiva que poucos conseguem.

E através dessa constatação, se valorizam ao máximo para eternizar uma vida juntos, e descobrem por fim, que o amor não acaba.

O amor reascende em cada amanhecer que caminham de mãos dadas: um pelo outro, fazendo a história acontecer.

TEXTO DEJéssica Pellegrini
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher

Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS