O Google, a maior rede de informações do mundo, disse que a pergunta mais frequente que fazem no seu navegador em todo o planeta é: “Por que eu não tenho um parceiro?” Milhões de buscas são feitas todos os dias tentando encontrar respostas para as mais variadas questões. Mas, ainda assim, esta é a pergunta mais feita.

Apesar da revolução nas telecomunicações e de agora ser mais fácil do que nunca se conectar com outras pessoas, parece que muitos seres humanos, especialmente os jovens, estão tendo grandes dificuldades em encontrar uma pessoa para chamar de parceiro.

“Quando um homem encontra o seu parceiro, começa a sociedade”.
-Ralph Waldo Emerson –

As pessoas pesquisam nas páginas de encontros, digitam os seus dados, e em segundos aparecem milhares de opções, considerando as suas características e seus gostos. No entanto, parece que toda essa tecnologia não traz a longo prazo o resultado esperado. As pessoas se sentem solitárias porque elas não conseguem estabelecer ligações transcendentes e gratificantes com um parceiro. Por quê?

Os estudos sobre a ausência de um parceiro

Algumas pesquisas indicam dados que poderiam ser considerados preocupantes, como por exemplo, o resultado de um estudo demográfico realizado no Japão para conhecer detalhadamente como é o comportamento sexual das pessoas em seu país.

As pesquisas demonstraram que 40% dos homens com menos de 34 anos nunca tinham tido relações sexuais. Mas não era só isso, sete em cada dez homens com menos de 34 anos nunca tinha tido um relacionamento de casal.

Poderíamos pensar que os japoneses são diferentes do resto do mundo, mas não é bem assim. Nos Estados Unidos, uma investigação semelhante demonstrou resultados muito parecidos. Nesta pesquisa, conduzida pelos psicólogos Jean Twenge, Ryne Sherman e Brooke Wells, foi demonstrado que apenas 7% dos jovens entre 20 e 30 anos têm várias relações sexuais na semana.

A comunicação e a incapacidade de conseguir um parceiro

O grande paradoxo do nosso tempo é que a comunicação nunca foi tão fácil, mas ao mesmo tempo, tão impossível. Temos ao nosso alcance dispositivos tecnológicos extraordinários: podemos falar com pessoas de qualquer país, em qualquer momento, como se elas fossem nossos vizinhos. No entanto, acabamos perdendo as nossas habilidades de comunicação.

As pessoas parecem cada vez mais incapazes de comunicar o que sentem ou pensam. Ter habilidades de comunicação significa ser capaz de expressar o que está no seu mundo interior, mas também de ouvir o que o outro tem a dizer. E parece que atualmente essas habilidades diminuíram.

Impuseram ao mundo a ideia de que devemos pensar somente em nós mesmos. Que os outros pensem em si mesmos, por sua vez. Que cada um defenda o seu e não se meta com os outros. Essas ideias, que são frequentemente incentivadas, resultaram em um mundo composto por uma multidão de ilhas, e nestas condições, não há lugar para o amor.

A contradição é que todo mundo deseja um parceiro, que já não é visto como alguém com quem você pode construir uma intimidade no sentido amplo do termo. Pelo contrário, é percebido, à primeira vista, como uma satisfação que não podemos perder, um algo a mais ao qual não devemos renunciar.

“A comunicação nunca foi tão fácil, e ao mesmo tempo, tão impossível”.

Não se envolva demais: não ame

Outra ideia que se instalou entre as pessoas é que o amor é equivalente a uma certa fraqueza. Parece que muitos acreditam que o amor e o casamento são dois conceitos que não devem caminhar de “mãos dadas”. Podemos ter um parceiro “para sair”, para fazer sexo, ou um companheiro para as reuniões sociais, mas não para construir um grande amor.

Portanto, as relações são feitas e desfeitas com uma esmagadora facilidade. Os casais não são o resultado do diálogo, da empatia e do tempo, mas da angústia, da necessidade e do impulso. Por isso, os laços que são construídos são muito frágeis. Eles também são laços egoístas, onde cada um quer tirar o máximo proveito do outro.

E as pessoas vão perguntar ao Google o porquê da sua solidão? Encontram milhões de respostas, mas nenhuma delas realmente lhes diz a verdade. Quando perguntado “por que não tenho um parceiro”, um usuário de uma rede social deu uma resposta concisa e magistral. Ela disse: “A pergunta pode ser respondida por você mesmo: os motivos são suas pobres ferramentas sociais e, como resultado disso, a sua baixa autoconfiança”.

FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS