Esta senhora de 98 anos mudou-se para uma casa de repouso para conseguir cuidar do filho, agora com 80 anos. O caso, insólito, prova que uma mãe nunca deixa de ser mãe, apesar da idade.

Tom Keating mudou-se para a residência Moss View, em Huyton, Liverpool, em 2016 por precisar de apoio e cuidados adicionais.

A história foi publicada pelo Jornal Liverpool Echo, e ficou viral rapidamente:

Um ano depois de se ter mudado, a sua mãe, Ada, decidiu mudar-se também para a mesma residência para poder acompanhar o filho mais velho de perto.

Mãe e filho, naturais de Wavertree, têm uma relação de grande proximidade. Passam o dia jogando e a assistindo a Emmerdale (novela britanica). Tom nunca casou, pelo que sempre manteve uma relação muito próxima com a mãe.

“Eu vou sempre ao quarto do meu filho dizer-lhe boa noite e dar-lhe os bons dias”, refere Ada ao Daily Mail, acrescentando: “E depois aviso-o quando vou descer para tomarmos o pequeno almoço juntos.

Quando saio para ir arranjar o cabelo, ele fica sempre com uma ansiedade grande para ver quando chego. Quando finalmente chego, ele dá-me um abraço enorme! Nunca deixamos de ser mãe!”

“Eles são muito bons aqui e tratam-me bem. Estou muito feliz por ter agora a minha mãe comigo. Às vezes, ela diz-me: ‘porta-te bem’. A minha mãe toma muito bem conta de mim.”

Ada e Harry tiveram quatro filhos: Tom, Barbara, Margi e Jane, que morreu com 13 anos. Antes de se reformar, Tom era decorador na empresa HE Simm, situado na Prescot Road. Ada era auxiliar de enfermaria no Mill Road Hospital.

A neta de Ada, Debi Higham, e outros membros da família são visitantes regulares na casa de repouso onde ambos, Ada e Tom, se encontram, situada na Page Moss Lane. Consideram-se muito felizes por estarem os dois juntos:

“É muito bom sabermos que estão a cuidar de ambos 24 sobre 24 horas”, refere Debi Higham.

Philip Daniels, responsável pela casa de repouso refere: “É muito comovente ver como a Ada e o Tom mantêm uma relação tão próxima.

Estamos muito satisfeitos por podermos satisfazer as necessidades de ambos. É muito raro vermos mãe e filho na mesma casa de repouso.

Queremos fazer deste seu tempo de partilha um tempo especial. Eles são, de fato, inseparáveis”, conclui.

TEXTO DELeonor Antolin Teixeira
FONTEHiper.fm
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher

Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS