Ao assistirmos a este vídeo:”A mulher que ama demais”, penso que quase todas nós já se viram, num momentou ou outro de nossas vidas, nessa situação.

Segundo Vera, essas mulheres “culpam a si mesmas, culpam os amigos, culpam a religiosidade” por terem perdido o seu amor. A dor que sentem é um câncer emocional que impede a vida.

Para elas, a vida ficou cinza e perdeu o sentido. Visitam o fundo do poço e definham, negando a vida a si mesmas.

Será que não estamos desperdiçando a riqueza do nosso tempo amando DEMAIS quem sequer tem a capacidade de receber a nossa afeição?

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher

Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS