Uma imagem captada pelo fotógrafo Salvador Sas, para a agência EFE, no incêndio de Chandebrito, Pontevedra, em que duas pessoas morreram, tornou-se um fenômeno viral nas redes sociais, primeiro na Espanha, e agora em todo o mundo.

O momento capta uma cadela que carrega na boca os restos mortais da sua cria, carbonizada pelo violento incêndio dos últimos dias.

Por causa de sua dureza, e do exemplo que encerra, a fotografia gerou uma série de reações, especialmente depois que o PACMA a ter publicado na sua conta de Twitter, com a seguinte mensagem:

“Com o cadáver calcinado de sua cria, após o incêndio em Chandebrito (GALIZA). “Ela não podia protegê-la, mas procurou-a até a encontrar”.

A fotografia foi tirada ontem depois do incêndio em Chandebrito, Pontevedra, pouco antes da chegada de Pedro Sánchez, segundo Salvador Sas, diz o El Confidencial.

“Estávamos à espera dos fotógrafos e vi a cadela atravessar a estrada que se vê na foto, com algo na boca”.

Quando ela se aproximou, Salvador fez algumas fotos e foi quando ele percebeu que o que ele estava carreagando um cachorrinho .

No mesmo instante tornou-se a imagem com a qual a PACMA reivindicou o Plano de Evacuação de Animais em Catástrofes que hoje apresentou no Ministério do Interior.

“Não há desculpas para continuar a ignorar os animais em catástrofes. As suas vidas são importantes”, compartilhou em sua conta no Twitter. Milhares de animais perderam a vida nos incêndios da Galiza.

O incêndio de Chandebrito matou duas pessoas.

TEXTO DEJoana Ventura
FONTEHiper.fm
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher

Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS