Esta é a norma fundamental para quem visita o Papa na Casa Santa Marta

Está dando a volta ao mundo: é um simples cartaz que, com seu inconfundível senso de humor, o Papa Francisco pendurou à porta do seu quarto. Numa frase lapidária, o cartaz avisa:

“Proibido queixar-se”.
A frase em italiano (“Vietato lamentarsi”) é seguida por uma explicação na mesma língua:

“Os transgressores estão sujeitos a uma síndrome de vitimismo com a consequente diminuição do humor e da capacidade de resolver problemas. A sanção é dupla se a violação for cometida na presença de crianças.

Para tornar-se o melhor de si mesmo, é preciso focar nas próprias potencialidades e não nos próprios limites. Portanto: pare de queixar-se e aja para tornar a sua vida melhor”.

Uma foto do cartaz foi publicada pelo jornal italiano La Stampa, que também conta como foi que ele chegou às mãos (e à porta) do Papa: “O texto é do psicólogo e psicoterapeuta Salvo Noé, autor de livros e cursos de motivação”.

Em 14 de junho, Salvo Noé visitou o Papa e lhe presentou seu livro, uma pulseira e a  famosa placa. O Papa Francisco lhe disse:

“Vou colocar na porta do meu escritório, onde recebo as pessoas”.

Francisco foi além: colocou-o na porta do seu quarto, que é uma espécie de quarto-escritório típico da hospedaria vaticana onde ele mora desde que foi eleito pontífice.

O aviso está dado!

TEXTO DEAlvaro Real
FONTEAleteia
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS