Por Alexandre Cardoso

Conheça a história da pequena guerreira chamada Júlia, de 6 anos, mas desde os 2 anos tem que conviver com um cancêr no sangue (Leucemia).

Júlia já enfentou essa batalha por 2 vezes, porém agora a médula não está respondendo mais a quimioterapia.

Segundo o Dr Gustavo Neves(Oncologista), “Doenças que voltam tem indicação de fazer o transplante de medula óssea;” Júlia já passou por 33 internações.

Mas você acha que isso abala essa pequena?

De jeito nenhum, através de um vídeo emocionante ela fez um convite aos moradores da sua cidade.

"Todos pela Julia" Cadastro para doação de Medula ÓsseaÉ neste sábado dia 28 de Outubro de 2017 – das 9 ás 17 h Local :Cemem Rua São Bento, 15 – Próximo a PraçaJunqueira – Tatuí – SP- Brasil

Posted by Marilou Silva on Friday, October 27, 2017

 

O vídeo viralizou e o resultado foi surpreendente, mais de 1.600 pessoas em um gesto de solidariedade, se mobilizaram para tentar salvar a vida dessa pequena. Detalhe isso só no primeiro dia!

Rita de Azevedo uma das organizadoras da campanha, chegou a cogitar parar a campanha com medo de não ter material suficiente para fazer a coleta.

Mas você sabe como funciona a doação de medula óssea?

Como funciona Doação de médula óssea?

Primeiramente entenda onde fica a médula óssea. A médula óssea fica no interior dos ossos, é um tecido gelatinoso, muito conhecido como “tutano”, que é responsável pela produção de componentes as plaquetas e os glóbulos vermelhos e brancos.

A leucemia é um tipo de câncer na medula óssea, uma doença que faz com que a produção de glóbulos brancos fica em total descontrole e fazendo com que a criação de células normais seja reduzida pouco a pouco.

Você não precisa ter medo de se cadastrar para ser doador de medula óssea, muita gente confunde a doação de medula óssea com doação de medula espinhal, e por isso existe o receio em doar.

O que é necessário para uma pessoa ser doadora?

Bom é preciso entender que a chance atual para achar uma pessoa compatível e de 1 para cada 100 mil. Por isso é necessário ter esse banco de dados.

No Brasil, a única maneira como se cadastrar para ser doador de medula óssea é fazendo parte do Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (Redome). Somente quem pode doar medula óssea são pessoas com idade entre 18 e 60 anos (para se cadastrar, até 55 anos) e com boa saúde.

Para entender como funciona a doação de medula óssea, é preciso saber que, no momento do cadastro, será recolhida uma amostra de sangue (de 5 a 10 ml), porque esse material será a primeira identificação para verificar a compatibilidade entre doador e receptor.

Quando há algum paciente compatível, quem pode doar medula é convidado a fazer outros exames (para evitar rejeições) e realizar a doação.(LBV)

TEXTO DEAlexandre Cardoso
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher

Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS