Normalmente, esperamos que aos 30 anos nossas vidas profissionais, amorosas e intelectuais estejam estabelecidas. Depois dessa fase, acreditamos que o próximo passo é colher os frutos dessa caminhada. Porém, segundo um estudo realizado pela Giacometti Comunicação e a agência de pesquisa Pesquiseria, os brasileiros estão chegando aos 30 anos sem assumir as rédeas da própria vida.


O estudo colheu relatos de diversas pessoas do país com 30 anos. Cerca de 85% disseram estar decepcionados com a situação atual. Segundo eles, há três ferramentas que dificultaram seus objetivos: falta de incentivo para o desenvolvimento da inteligência emocional e a autorreflexão; o ambiente familiar – que o protegeu, mas não o ajudou a se autoconhecer; e o governo, que não disponibilizou políticas educacionais que incentivassem a reflexão e a crítica.

De acordo com os estudiosos, homens e mulheres na faixa etária de trinta anos, ainda estão perdidos. A pesquisa revelou que 64% dos entrevistados escolheram uma profissão de acordo com a influência dos pais ou por ter trabalhado desde cedo. Já 80% da população acreditava que aos 30 teria estabilidade financeira, porém apenas 16% afirmou tê-la. 83% dos entrevistados disseram querer passar em concurso público e 67% sonham em abrir o próprio negócio. Em relação aos bens, 26% da classe C e 39% das classes A e B possuem carro e/ou casa. Além disso, a maioria não possui relacionamento, constituiu família ou namora.

TEXTO DEKarlla Patrícia
FONTEDiáriodebiologia
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher

Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS