As professoras de escola são aquelas de quem melhor nos recordamos. Especialmente as da educação pré-escolar.

Elas são as primeiras mulheres, depois de nossas mães, que cuidam de nós e nos ensinam os mistérios da vida.

São as pessoas mais próximas de uma criança em crescimento e, por isso, permanecem em nossas recordações durante muitos e muitos anos. Não é verdade?

A carreira escolar para Lorly Schik começou no ano de 1940. Ela iniciou sua carreira em uma escola de Minnesota, foi considerada uma grande mestra e deixou uma marca muito importante na vida de todos os seus alunos.

Um de seus alunos lembra-se dela com essas palavras: “Você se lembra para sempre de sua professora do pré.

A minha favorita era a Sra. Schik. Era a melhor. Mas ela se aposentou no ano seguinte e aí não a vi mais na escola.” Porém, o que ocorre depois é impressionante.

A Sra. Schik se aposentou em 1989. Porém, o passar do tempo não deteriorou sua memória. Recordava de cada um de seus alunos!

Exatamente quando ela ia comemorar sua aposentadoria e fazer uma grande viagem com seu marido por todo o país, ele faleceu.

Foi um duro golpe que ela teve que enfrentar, mas sua vida foi assim e ela seguiu adiante.

Ao chegar aos 90 anos, sua vida lhe apresentou outro desafio. Ela teve que sair de sua casa e se mudar para um lar de idosos.

Num dia qualquer, ela decidiu sintonizar o canal local KARE 11 Sunrise em sua TV. Alguns segundos depois de fazê-lo, de repente, ela foi surpreendida.

Um dos apresentadores era um de seus alunos! Foi incrível! Desde então, a Sra. Schik sintonizava sempre o mesmo canal, pois isso lhe permitia recordar daqueles anos felizes.

Além disso, não se conteve e escreveu uma carta a seu antigo aluno, uma carta muito especial.

A carta dizia: “Olá, Diane e Terry. É com muito orgulho que vejo agora meu ex-aluno apresentando as notícias no KARE 11. Ainda o vejo como um menininho de cabelos negros em sua carteira.” Indubitavelmente, as palavras de Lorly foram muito comoventes para seu aluno.

A carta termina com as seguintes palavras: “Cumprimente a Cory e diga-lhe que, atualmente, sua mestra tem 90 anos, adora ver seu programa e deseja a ele e a você, tudo de bom.”

Quando esse jovem leu a carta que sua mestra do pré lhe havia escrito, sentiu no fundo de seu coração que queria reviver a recordação de sua querida professora e vê-la novamente.

Encontrou o lar de idosos em que ela se encontrava e foi até lá assim que pode. O encontro foi muito emocionante para ambos.

Ambos passaram muito tempo recordando os velhos tempos, momentos agradáveis, momentos de sonho.

A professora tinha a memória tão boa que se recordava inclusive, depois de todos esses anos, que atividade estava fazendo em uma das fotografias que viram.

Ele perguntou como ela o havia reconhecido e ela respondeu que cada um de seus alunos tinha um traço característico e, por isso, ela conseguiu.

Desejamos que todos possam reviver momentos parecidos com seus mestres favoritos!

FONTEPara os curiosos
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher

Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS