Lidar com problemas de saúde, hospitalização e a perspectiva de se submeter a uma operação são situações desagradáveis para todos, e que muitas vezes faz com que nos sintamos solitários e assustados.

Se é assim para um adulto, imagina para uma criança, que não é capaz de processar ansiedade e medo. Nesses casos, a habilidade da equipe médica é certamente fundamental, mas também a capacidade de sentir empatia, para tranquilizar aqueles que se sentem frágeis e vulneráveis.

O exemplo concreto do que acaba de ser descrito é o que aconteceu no Hospital Popular de Dingxi, na província de Gansu, na China, onde uma enfermeira especial tornou-se protagonista de um gesto de incrível doçura. Na unidade de saúde, Xuan Xuan foi hospitalizado, um menino de 2 anos de idade com uma hérnia inguinal, extremamente irritante e que devia absolutamente ser removida.

O bebê estava esperando para se submeter à cirurgia que o faria se sentir melhor, mas, além da dor severa, ele estava literalmente aterrorizado com a idéia das agulhas e dos bisturis que deveriam ser usados em seu corpo. Ele estava tão assustado que não conseguia parar de tremer e chorar, então uma enfermeira da equipe se aproximou dele e o abraçou, assegurando-lhe que tudo ficaria bem.

A mulher ficou ao lado dele acariciando-o e falando com ele gentilmente até que a criança se acalmasse. A enfermeira esperou que a anestesia fizesse efeito e a criança adormecesse. Só então ela se afastou do bebê e se juntou ao grupo de médicos e paramédicos para iniciar a cirurgia. A operação foi um sucesso e Xuan Xuan se recuperou completamente.

A mãe da criança documentou a extraordinária gentileza da enfermeira, contando o episódio nas redes sociais e também agradecendo a toda equipe médica que colaborou durante a cirurgia. As fotos tiradas naquele dia de fora da sala de cirurgia se tornaram virais.

Muitos leram a história de Xuan Xuan e comentaram sobre a bondade de um profissional de saúde que tratou a criança como uma pessoa antes de ser um paciente. Em um contexto similar, o aspecto necessário é preservar a saúde, mas fazê-lo também oferecendo algum apoio e encorajamento não tornaria o trabalho menos profissional, mas certamente mais humano.

  • Siga a Revista Bem Mais Mulher no Instagram aqui.
  • Curta a Revista Bem Mais Mulher no Facebook aqui.

Fonte: Olha que Vídeo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.