A mulher com ansiedade se apaixona da mesma forma que você – instintiva e facilmente. A única diferença é que, enquanto ela está se apaixonando, o cérebro dela já está criando milhões de motivos diferentes de porque isso é assustador, perigoso e fácil de ser destruído.

A mulher com ansiedade se apaixona lentamente. E com um estranho sentimento de culpa, porque os pensamentos dela não se calam. Os pensamentos do tipo isso provavelmente não vai durar; isso não pode ser real; é bom demais para ser de verdade; e alguma coisa vai acontecer para tudo dar errado.

A mulher com ansiedade se apaixona sentindo um misto de esperança e pavor. Esperança de que encontrou alguém com quem possa conversar, possa se apoiar, possa confiar. E pavor de não ser boa o suficiente, de não merecer isso, de deixar o coração com alguém que possa despedaça-lo a qualquer momento.

Mas a mulher com ansiedade também se apaixona com entrega total.

Ela ama de forma inteira, com comprometimento. Sente medo, mas certeza; sem controle da situação. Tem o instinto imediato de proteger quem ama de todas as formas possíveis.

A mulher com ansiedade aprecia grandes gestos, mas se apaixonada mesmo é pelos pequenos momentos – passeios silenciosos de carro, cochilos na tarde de domingo, olhares intensos durante uma festa chata. Ela se apaixona durante conversas afirmativas. Pelo segurar de mãos durante um voo turbulento. Durante um café da manhã que é apenas pão amanhecido e um café. Ao passar tempo com uma família que, aos poucos, se torna a sua própria.

Ela se apaixona nos detalhes porque são eles que a fazem se sentir normal. As pequenas coisas com alguém especial a lembram de que não precisamos de muito para sentir paz.

A mulher com ansiedade se apaixonada da mesma forma que você – intensamente, vulneravelmente e completamente. A única diferença para ela é conseguir acreditar que ela realmente é digna de amor.

  • Siga a Revista Bem Mais Mulher no Instagram aqui
  • Curta a Revista Bem Mais Mulher no Facebook aqui.

Texto originalmente publicado no Thought Catalog, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Bem Mais Mulher

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.