Foto: Reprodução

A cantora Iza participou neste domingo, (12), do Domingão do Faustão, ela aproveitou a oportunidade para questionar a meritocracia que é amplamente apoiada pela sociedade e não perdeu a chance de opinar sobre o racismo afirmando que hoje se vê bem mais representada nos lugares do que quando era criança.

Em um bate papo com Faustão Iza falou sobre temas bem polêmicos e, ao ser questionada sobre o racismo ela informou que não sofre. “Hoje eu considero assim, que eu to numa posição muito privilegiada, sabe? Porque eu não estou mais andando, por exemplo. Eu lembro que eu ia para o trabalho e eu acho que aqui todas as mulheres passaram por isso. Quantas vezes a gente é cantada indo para o trabalho”, falou.

“Hoje, por conta da minha profissão, a questão do assédio, a questão do preconceito, do racismo, fica velada. Não some, né? Mas fica velada. As pessoas têm aquele receio, sabe? De se expressar como, talvez, elas gostariam. Mas eu estar numa capa de revista, na TV, não significa que o racismo acabou, né?”, argumentou a cantora.

Iza deu continuidade ao assunto. “Mas não é porque eu não sofro que eu vou dizer que o racismo não existe. Existe e a gente precisa falar sobre ele. É preciso ocupar espaços para acabar com isso no Brasil”, defendeu seu ponto de vista levantando a bandeira da representatividade.

Cheia de coragem, a jurada do The Voice continuou no tema. “Quando eu era criança, eu sempre queria me ver na televisão e hoje eu vejo muito mais de mim nos lugares. Isso se chama representatividade. A gente precisa se ver nos lugares pra saber que a gente pode estar onde a gente quiser”, pontuou.

Iza criticou a meritocracia

Ela continuou defendendo seus pontos de vista sobre temas difíceis, e aproveitou o espaço para tecer críticas à meritocracia. “Quando falam de meritocracia eu fico muito chateada, na real. Porque os caminhos e as oportunidades nunca foram as mesmas”, disse.

“Existe uma lacuna social de oportunidades e de preenchimento de vagas que é muito grande, sabe? Não só para nós, mas para todos como pessoas capazes de fazer qualquer coisa”, concluiu.

Com informações: NatelinhaUOL

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.