A cabo da Polícia Militar Kátia Sastre, que, no sábado, 12, estava de folga, reagiu a um assalto na porta da escola infantil onde a filha estuda, em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, e matou o ladrão, foi homenageada pelo governador Márcio França no último dia das mães.

A cerimônia ocorreu em um batalhão da PM na Vila Esperança, na Zona Leste de São Paulo, região em que a policial trabalha.

A PM Kátia é mãe de duas meninas que estudam no colégio. Ela estava na escola para assistir uma homenagem às mães. O ladrão aproveitou o momento em que os portões foram abertos para anunciar o assalto.

O homem começou a revistar um segurança do colégio, que estava sob a mira de sua arma, a policial militar nesse momento saca a pistola e atira contra o agressor. Havia ao menos cinco mães na calçada, cada uma com seus filhos.

A Cabo Kátia lembra que teve que agir rápido, “Essas pessoas [criminosos] se descontrolam facilmente. Eu não sabia se a reação dele seria atirar nas crianças ou na mãe ou no responsável que estava na porta da escola. Pensei apenas em defender as mães, as crianças e a minha própria vida e da minha própria filha”,disse a policial militar que está há 20 anos na corporação.

Leia mais: “O adolescente não é dono do quarto” Içami Tiba

A policial lembra que o criminoso atirou duas vezes, No primeiro tiro, a munição falhou e o outro foi tiro chegou a ser disparado. “Minha preocupação foi que minha intervenção fosse mais próxima a ele. Cessar a agressão dele de forma que não machucasse ninguém”, afirmou a policial que agiu baseada em seus treinamentos recebidos na corporação.

Ao entregar o buquê, o governador destacou que a própria policial solicitou socorro médico para o homem, como já está previsto no treinamento policial. Por ter agido rápido sem deixar feridos, França disse que a PM é um exemplo para outros policiais.

“Quero agradecer sua coragem. Uma coragem que é de nossos PMs, que são treinados e preparados”, afirmou o governador. E completou: “A cabo Kátia agiu por dois importantes motivos, em defesa da sociedade e de suas filhas, de sua família”.

Mãe de duas meninas, de 7 e 2 anos, Kátia é casada com um tenente da PM, afirma que este momento está sendo gratificante, porque conseguiu fazer exatamente aquilo para que foi preparada: “defender vidas“.

Com informações G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS