Foto: Reprodução

Por: Idelma da Costa

Felicidade e tristeza não se deve esconder.

Houve um tempo em minha vida que sempre escondia meus sentimentos de alegria e tristeza. Era uma pessoa reservada e discreta. Com o tempo, fui sendo moldada pela vida e aprendi a compartilhar esses estados da alma.

Há divergência de opiniões a respeito.
Há quem diga que expor a felicidade para o Mundo, incita a inveja alheia e como consequência tudo acaba desandando.

Há quem diga que expor as tristezas, incita a felicidade de quem não lhe quer bem e como consequência acabam rindo de sua desgraça.
Já pensei dessas duas formas e repreendia a explosão de qualquer sentimento dentro de mim.

Hoje, penso e ajo de forma totalmente diferente.

Percebi com a vida, que se algo desanda, não há culpados e muito menos olho gordo. Praga de urubu não pega em beija-flor. Tudo que nos acontece tem um propósito e mesmo que não consigamos visualizar no momento, com o tempo acabamos percebendo que o mal na realidade tratava-se de livramento.

Bem como, que não há bem que sempre dure. A vida é cheia de altos e baixos, temos que nos adaptar às circunstâncias, sejam elas boas ou ruins, confiando de que tudo é passageiro e temporário. Faz parte da vida! É inevitável! Temos que manter a tranquilidade da paz de espírito sempre, independente de qualquer coisa.

As coisas ruins é que nos fazem crescer e amadurecer. São elas que nos transformam em seres humanos melhores.

Triste mesmo é quem sente inveja do outro. Torcendo e desejando que as coisas desandem para o outro, haja vista que são incapazes de chegarem lá.
Triste mesmo é quem com sua inveja, tendo desfazer da pessoa com intrigas e fofocas infundadas só para tentar destruir algo que querem e não conseguem.
Triste são as pessoa que não aceitam a felicidade alheia, porque não incapazes de ser felizes.

O problema está no outro e não no fato de você gritar para todo mundo como você se sente bem e feliz com a vida.
Não se deixe absorver pelas más energias dos outros.
Não se deixe contaminar com a inveja alheia.
Aproveite seu momento de alegria.
Ria e sorria muito.
Compartilhe e comemore, pois a vida é breve.

Lembre-se de que ninguém joga pedras em árvores sem frutos.

E se uma fruta caiu em virtude da pedra jogada, pode ter certeza que terão muitas e muitas frutas. Uma fruta caída não fará diferença alguma.

Foto: Reprodução

Momentos felizes são dadivas de Deus que ninguém tem o poder de influenciar ou destruir, por mais que tentem.
É mérito seu, conquistado e na maioria das vezes a duras penas e por esse motivo é que Deus te protege contra todo o mal.

Se der vontade de falar da alegria, que fale. Não há o que esconder. Os incomodados que se mudem! Pois, quem realmente gosta da gente, vai se sentir feliz e terão motivos de sobra para confraternizarem e comemorarem conosco. Tudo de bom que acontece na vida tem o poder de contagiar os amigos de verdade e de afastar os inimigos ocultos.

Se tiver necessidade de desabafar algo de ruim e triste. Que fale! Jogar sentimentos ruins e negativos para fora tem o poder da cura e pode salvar uma vida. Ouvir quem precisa ser ouvido é uma caridade e com certeza no tempo certo haverá a recompensa, seja como for.
Jogar terra em cima de alguém que esteja em apuros no fundo de um buraco, poderá ser a solução para que ele sair do poço sem saída. Pois, tudo acontece para o nosso bem.

Então!

Vamos começar a aprender a compartilhar sentimentos, quando nossa intuição mandar, sem medo de ser felizes, pois no final tudo dará certo.
Vamos começar a aprender a respeitar tanto a felicidade como a dor do próximo, pois todo o bem dado volta para nós em dobro.

O sorriso e as lágrimas são os maiores remédios para a alma.

E um brinde aos nossos sentimentos compartilhados com amor e principalmente aos nossos amigos de todas as horas, pois o resto é resto.
Procure sua felicidade sempre, seja feliz e ponto final.

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.