Você se lembra do seu primeiro dente de leite caindo? Para alguns de nós, foi assustador e doloroso, enquanto outros receberam um belo presente da Fada dos Dentes.

Alguns pais guardam os dentes de seus filhos depois. Embora os dentes de seus filhos pareçam estranhos, descobrimos uma razão pela qual vale a pena guarda-los.

Mantendo os dentes para células dentárias

Pode haver vários motivos para um pai não jogar fora o dente caído de uma criança. No entanto, uma razão para preservá-lo tem uma conexão com a saúde futura da criança. Os cientistas recomendam manter os dentes para mais tarde tirar as células-tronco dentárias deles. Mais tarde, essas células podem até salvar a vida da pessoa.

O que são células dentárias e como podemos preservá-las?

Todos nós consistimos em pequenas partes elementares chamadas células. Nosso corpo é construído a partir deles da mesma forma que uma casa é construída com tijolos. As células são divididas em 3 grupos diferentes e cada uma delas possui uma função separada. As células-tronco são células jovens que mais tarde se transformarão em um desses grupos.

As células do sangue crescem e se desenvolvem em uma parte esponjosa do osso chamada medula óssea. As células-tronco podem ser retiradas dos dentes e de outras partes do osso. Lembre-se, os dentes devem ser armazenados adequadamente para se tornarem úteis. Médicos e cientistas usam vários tipos de tecnologia para preservar e depois produzir células-tronco.

Como elas podem ajudar

Células-tronco podem reproduzir qualquer outro tipo de células em seu corpo. Portanto, elas podem substituir as danificados. Pesquisas mostram que as células-tronco podem ajudar a combater o câncer. Estudos também estão sendo realizados para descobrir o potencial das células-tronco quando se trata de tratar outras doenças.

Procedimento

O material é encontrado na polpa do dente de leite , que é uma pequena massa de tecido vivo, composta de vasos sanguíneos, nervos e… as células-tronco. Estas encontradas nos dentes das crianças são chamadas de “células-tronco mesenquimais multipotentes”, o que significa que têm a capacidade de se transformar em uma ampla variedade de tipos de células.

Depois de ser extraído, o dente de leite deve ser colocado em tubos, fornecidos por uma empresa especializada no assunto, e mantidos a uma temperatura constante de -196º, podendo permanecer assim por tempo indeterminado.

Vale destacar que a obtenção da polpa do dente de leite é um processo não-invasivo, que pode ser feita naturalmente durante o período de troca dos dentes da criança, que acontece entre os 5 e 12 anos.

Apesar de ser um procedimento simples e realizado no próprio consultório odontológico, essa coleta deve ser realizada por um dentista devidamente habilitado para tal função, pois a contaminação da polpa pode levar a perda das células desejadas.

Você ainda guarda seus dentes de leite? O que você faz com os dentes dos seus filhos?

Fonte:Curiosidades da Terra

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.