4 filmes para viajar e aprender com o protagonista

Por: Marina Toledo

Em tempos de quarentena, lidar com a ansiedade, angústia e autocobrança é, muitas vezes, mais difícil que o normal. Em muitos filmes, os protagonistas embarcam em uma viagem para superar um problema. Infelizmente, essa não é a solução para o nosso problema. Mas quem disse que não podemos viajar com eles e ver o que eles têm para nos ensinar?
Separei 4 filmes com belas paisagens e alguns ensinamentos para te fazer viajar e refletir nessa quarentena:

1. Comer, Rezar, Amar

O filme é baseado no best-seller de Elizabeth Gilbert, a história narra as viagens de Liz pelo mundo em busca de autoconhecimento. Alguns de seus destinos são: Itália, Bali e Índia.
A fotografia do longa foi feita por um diretor já vencedor do Oscar, Robert Richardson, por O Aviador em 2005. Imagina os visuais do filme! Vale ressaltar, também, que é protagonizado por Julia Roberts.A história fala bastante sobre resiliência, liberdade e autodescoberta.

O filme está disponível na Netflix

2. Na Natureza Selvagem

O longa é baseado no livro escrito pelo jornalista Jon Krakauer e conta a história de Christopher McCandless, um garoto de família rica, formado na Universidade de Emory como um dos melhores estudantes e atletas, deixa tudo para trás e embarca em uma jornada de autoconhecimento e distanciamento da sociedade capitalista.
No filme vemos paisagens lindas por quais Christopher passou, diversas cidades nos Estados Unidos e México.
É um filme muito profundo e sensível. Fala muito sobre o indivíduo, a sociedade e faz pensar muito no significado que damos para as coisas.

3. Sob O Sol da Toscana

Após descobrir a traição de seu marido, o mundo de Frances desaba. Ao ir para a Toscana, por sugestão de uma amiga para espairecer, acaba comprando uma casa no impulso e ficando por lá. Acontece que, seus problemas não se resolvem ao se mudar para uma casarão na Itália, suas angústias e problemas continuaram ali.
O filme tem belíssimas paisagens e mostra que os momentos difíceis fazem parte dos momentos bons. Eles antecedem e precisam ser vividos para que os bons cheguem.

4. Enrolados

Quem melhor para nos ensinar sobre quarentena do que Rapunzel que viveu 18 anos em uma torre? O longa fala muito sobre liberdade, bondade e a importância de hobbies, se não como Rapunzel sobreviveria 18 anos trancada naquele local?
Ela também faz uma pequena viagem até seu reino e podemos acompanhar a sua aventura.

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.