Por: Sara Espejo – Rincón del Tibet

A inveja se manifesta como um sentimento de ressentimento, antipatia ou ciúme pelo que outra pessoa tenha conseguido ou mesmo pelo que essa pessoa representa, quando o outro se ver limitado para conseguir alcançar ser o que a pessoa é ou ter o que ela tem.

A inveja que parte de um amigo é uma das mais tóxicas, porque raramente será identificável, ninguém se sente orgulhoso de sentir inveja e, desde que ele possa evitar ser descoberto, melhor. Mas no caso de amigos, eles geralmente têm um grau de influência sobre nós, são livres para dizer ou “nos” ajudar a resolver algumas coisas, e conscientemente ou inconscientemente, poderiam estar sabotando nossas ações por seus desejos ocultos.

São poucas as pessoas que sentem satisfação real com as conquistas dos outros e até mesmo muitos podem até se alegrar com nossos problemas, incluindo nossos amigos e inimigos, pois, ser bem sucedido é uma coisa que incomoda… Embora todos estejam razoavelmente nivelados, as coisas fluirão melhor para a maioria, de acordo com percepções egoístas.

Quando alguém começa a se destacar em qualquer uma de suas áreas, aqueles que olham ao seu redor, a menos que coloquem um benefício associado a essa decolagem, normalmente estarão desejando que os que o rodeiam estejam bem, mas não melhor que eles. São poucos os que, honestamente, de coração aberto, podem mostrar alegria pelo bem que os outros recebem.

É por isso que quando ouvimos nossos amigos, precisamos colocar muitos filtros, porque suas recomendações podem ser alinhadas apenas com o que os faz se sentir melhor ou se adequam de alguma forma.

A inveja é muito frequente e se manifesta de mil maneiras, sua energia é sempre negativa e muitas vezes quem sente não se sente capaz de reconhecê-la. A maioria deles vive de alguma forma comparando suas vidas com as dos outros e sentindo-se superior a alguns e inferior aos outros. Se investissem essas energias no crescimento, em se apaixonar por suas vidas, não precisariam estar tão conscientes dos eventos da vida de outra pessoa e, provavelmente, sua qualidade de vida melhoraria consideravelmente.

Fonte:Pensar Contemporâneo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.