Aposentada de 77 anos de idade, Tereza Brocado dá um show ao se tornar desenvolvedora de jogos. Visando melhorar a memória todos os dias ela resolveu aprender a linguagem de programação criando games.

Recentemente, Tereza participou do maior evento de jogos independentes, o Big Festival, aonde foi convidada e designada à área de jogos para pessoas com mais de 60 anos.

Tereza informa que para se manter atualizada ela frequenta eventos e cursos voltados a jogos para a terceira idade. Tereza acrescenta:“Devemos aprender a lógica de programação, isso estimula os neurônios”.

Começando com um simples computador e um cursinho básico, Tereza foi convidada a participar do programa Isgame (International School of Game), a partir dali, Tereza se aperfeiçoou e já desenvolveu 2 jogos. Ultimamente ela só tem jogado, más informou que ainda pretende desenvolver mais um jogo e dar de presente para os netos no natal.

Por meio do programa “Cérebro Ativo”, o presidente Fábio Ota explica que o projeto tem a finalidade de ensinar idosos a desenvolver jogos, trabalhando a parte cognitiva dos idosos, melhorando a memória, desempenho e qualidade de vida.

Fabio Ota explica que atualmente sua escola possui mais de 200 alunos, onde recebem orientação por desenvolvedores, fisioterapeutas e neuropsicólogos. Todas as aulas são presenciais, sendo assim os estudantes conseguem melhor absorção do conteúdo e aprendem toda a lógica de desenvolvimento dos games.

Segundo Fábio Ota:“Ensinamos desde a criação dos personagens até a lógica de programação. Eles jogam, se sentem livres, e participam do curso com a ideia de se interagirem, e poderem além de tudo ficarem atualizados na área tecnológica”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.