“Leve o que vai usar e traga o que não usa mais”. Essa frase é a essência do projeto criado por um casal de Goiânia.

Jean Wayne e Sônia Lopes, são os inventores do “guarda-roupa solidário”, que consiste em um pequeno armário com muitas roupas e calçados, que podem ser novos ou usados.

De graça

O guarda-roupa solidário é muito simples: quem necessita, simplesmente pega e leva totalmente de graça. Em contrapartida quem pode doar peças de roupa é bem-vindo, com isso a proposta é mantida funcionando. A estrutura é montada em frente à casa do casal, no Setor jardim América, na calçada da residência.

Início

O projeto teve início em dezembro do ano passado, com um pequena arara e poucas roupas, mas com o passar do tempo a ideia cresceu. Em apenas seis meses, Jean que é marceneiro, montou um guarda-roupa mais completo.

Jean disse que, no início, eram expostas apenas as roupas da família, mas aos poucos, tudo foi crescendo. “O pessoal começou a vir e trazer roupas, levar também. Pessoal carente, da vizinhança. Foi bem legal que teve uma rotatividade de roupas. Nunca ficou sem roupas e calçados aí”, afirma.

Perguntado se temia que o guarda-roupas ficasse vazio, o idealizador do projeto disse não temer isso, porque a causa de ajudar o próximo foi abraçada. “O coração do goianiense, do brasileiro, é muito solidário. Isso permite que a gente prolongue essa campanha. A gente gostaria que levasse essa ideia para outros lugares, outras cidades. Que é uma ideia muito legal, de reciclar, que nós precisamos. O planeta precisa”, destaca.

 

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.