Tanto em cidades grandes, conhecidas por ter grande população de moradores de rua, como em cidades pequenas, a situação de quem vive nas ruas não é fácil.

Mas mesmo em momentos difíceis existem pessoas que conseguem superar as dificuldades impostas pela situação e fazer a diferença.

Esse é o caso de Clayton, morador de rua em Belo Horizonte, ele fica no centro da cidade e achou uma maneira muito interessante para superar as dificuldades: fazendo crochê e tricô.

Clayton sempre se mostrou muito cuidadoso e caprichoso ao executar seus trabalhos, por isso ele mesmo fabricou suas agulhas.

Esta atividade é muito  importante na vida do morador de rua, porque além de render algum dinheiro, evita que Clayton caia nas tentações e armadilhas que as ruas oferecem.

O reconhecimento do seu trabalho vem dos próprios vizinhos que compram dele caminhos de mesa, bicos de toalhas, panos de prato, cortinas e até roupas.

Ele faz questão de ter os exemplos do seu trabalho todos em um catálogo bem organizado. “Clayton é muito caprichoso. Minha sobrinha tem um biquíni lindo feito por ele”, conta Rosa Kelles, uma de suas clientes.

Sem frescuras sobre o trabalho, Clayton aceita encomendas e parece adorar o que faz.

Histórias como esta inspiram e mostram que é possível acreditar na mudança das pessoas através do trabalho, da boa vontade e, principalmente, quando encontram uma arte e um talento para chamarem de seus!

  • Siga a Revista Bem Mais Mulher no Instagram aqui.
  • Curta a Revista Bem Mais Mulher no Facebook aqui.

Com informações:Razões para Acreditar

Fotos: Rosa Kelles

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.