Como decidir se está na hora de se mudar

Ao decidir se mudar para o exterior, você deve pesar os prós e os contras. Como é a vida neste novo país? Esse novo estilo de vida é para mim? Quais diferenças culturais terão impacto em meus relacionamentos? Todas essas são questões sérias a serem levadas em consideração e exigem uma boa dose de reflexão. No entanto, depois de responder a essas perguntas, você questiona suas respostas e tem certeza do que quer, você está pronto para uma aventura!

O primeiro passo é, obviamente, decidir onde você vai morar. Portugal é um belo país com edifícios centenários e uma cultura vibrante a condizer. A barreira do idioma será efetivamente inexistente (exceto algumas expressões e falsos cognatos que você rapidamente se acostumará) e o choque cultural será atenuado em comparação com outros países europeus. A primeira coisa a se fazer é pesquisar bairros ou até alguns apartamentos em que você possa se imaginar morando. Uma boa dica é ir lá por umas 3 semanas, para testar o terreno e ver como você gosta daquela rua e como você gosta de viver nessa área. Os preços de aluguel variam drasticamente entre as partes da cidade, portanto, encontrar um bom equilíbrio entre um bairro agradável e um preço justo em um apartamento é uma prioridade.

Saber o que você quer quando se muda é um passo fundamental, pois isso influenciará seu orçamento. Por exemplo, se você está se mudando para absorver a cultura no coração de Portugal e planeja nunca passar 1 mês sem visitar um novo museu, Lisboa pode ser o lugar para você, que tem um preço médio de propriedade de € 556.290. Ao passo que se você está procurando fugir da agitação da cidade e está procurando uma mudança de ritmo, talvez a pequena e bela cidade medieval de Portalegre, que tem apartamentos a um preço muito mais acessível de € 113.037.

As leis do país são obviamente algo com que você precisa se familiarizar antes de se mudar. Por exemplo, uma lei que tira partido é o Golden Visa Scheme, o qual incentiva a deslocação para Portugal ao oferecer residência permanente em troca de determinados investimentos financeiros. Uma forma de o fazer é investir 350.000 € em investigação científica ou 250.000 € na preservação e restauro de arte. Comprar um imóvel no país que exceda o valor de 500.000€ também te garantirá esse visto de residência (além de diversos outros tipos de investimento no país). A residência permanente é um recurso extremamente útil de se ter, e os portugueses tornaram isso um pouco mais fácil do que outros países europeus de conseguir.

Uma vez decidido a forma de entrada e o local de moradia, o essencial agora é decidir como se sustentar nesse novo país. Caso você não tenha a sorte de já se mudar com uma oferta de emprego na manga, é importante pesquisar quais são os trabalhos mais altos (e.g. gerência de marketing, tecnologia e logística) e compatíveis com suas habilidades profissionais. O salário-mínimo em Portugal em 2021 foi estimado em 665€ e o salário médio em 1266€, os quais podem parecer não tão altos a primeira vista, mas o custo e qualidade de vida em Portugal permitem que se viva em condições muito superiores com essas quantias de dinheiro, se comparado com o Brasil em uma situação equivalente. É importante pesar e comparar seu futuro salário e os custos de vida na cidade que você está de olho em morar.

No geral, a decisão de mudar tem que vir de você mesmo após meses de deliberação levando todos esses fatores, e muitos mais, em consideração. Mas, como já foi mencionado, no final valerá a pena quando você embarcar em sua nova aventura!

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.