Mulheres de 30, 40 ou 50 anos pararam, orgulhosamente, de pintar os cabelos brancos e dizem que foi a melhor decisão que tomaram.

Ser escrava da beleza é um conceito ultrapassado e os cabelos grisalhos ganham cada vez mais adeptas. Até as mais jovens estão a aderindo trendy tom cinza.

Antes encondia-se os cabelos brancos, agora a tendência é mostrar ao mundo. Centenas de mulheres estão assumindo orgulhosamente as suas madeixas brancas.

E essa tendencia vem crescendo. Como? Jovens de 20 e 30 anos começaram a pintar o cabelo de cinza e a assim espalham a tendência de que o tom gray (grisalho) veio para ficar.

E porquê? Talvez por uma simples razão: as mulheres de 40 e 50 anos deixaram de pintar o cabelo e começaram a aceitá-lo como um sinal do tempo. O curioso é o tom especifico dos cabelos grisalhos é tão peculiar que agora todo mundo quer ter igual!

O que têm de especial os cabelos grisalhos?

A princípio nada! Mas eis que surgem histórias pessoas que influenciam e são, acima de tudo, modelos a seguir.

Sarah Harris, diretora da Vogue britânica, começou a ter cabelos brancos aos 16 anos. Ao jornal Telegraph conta que se lembra perfeitamente do dia em que viu os seus primeiros cabelos brancos. “Estava no banco do carona no carro do meu pai, fazendo uma maquiagem em frente um espelho, quando vi um conjunto de cabelos brancos. Tinha três pequenas manchas cinzas no meio do meu cabelo castanho. Tinha 16 anos e fiquei aterrorizada”.

Sarah assumiu logo a sua cor natural e só pintou uma vez o cabelo por brincadeira com as amigas – as tendências dos anos 90 “obrigaram-na” a isso. Ainda que a diretora da Vogue inglesa tenha sido um caso à parte, são muitas as mulheres que escolhem deixar de pintar o cabelo de vez.

Sophie Fontanel, conhecida jornalista francesa (trabalhou para a Elle francesa), escritora e estrela de Instagram, tem 54 anos e decidiu deixar de pintar o cabelo em 2015. Numa entrevista à Vogue americana, confessou que pintava o cabelo desde os 20 para parecer mais nova. Mas assim que deixou de pintar o cabelo, parece que tudo mudou.

Ao ser questionada se era fácil ser ela, Sophie respondeu: “Sim. Sabe, antes era invisível e agora reparam nos meus cabelos”. E isto é mesmo verdade. Com mais de 50 anos, a jornalista é uma verdadeira it woman nas redes sociais. No Instagram podemos acompanhar o seu estilo inconfundível no dia a dia, o que já lhe valeu 124 mil seguidores.

A experiência de parar com a coloração e assumir o seu tom natural foi relatado por Fontanel no livro Une Apparition. A jornalista diz-se, hoje,”mais feliz do que nunca”. Admite que cada vez mais vê mulheres com cabelos grisalhos e que recebe várias mensagens privadas com fotos onde escrevem: “Olha o que fiz. Foi você que me inspirou!”

Mas há outras razões…

Neste caso, deixar de pintar o cabelo não é só uma questão estética ou monetária. Tem, muitas vezes, a ver com a mensagem que se quer passar. É um símbolo de força que pode influenciar quem está à nossa volta. É o caso de Camila Palmer, jornalista do The Guardian, que conta o porque de ter deixado de pintar o cabelo.

“Esta decisão para mim é também política. Quero que os meus filhos vejam como é que as mulheres de meia idade são. Aos olhos do público, não há mulheres com cabelos grisalhos abaixo dos 50 anos – onde estão as mulheres que têm cabelos brancos mais cedo? Eu sei que elas existem. Vejo-as regularmente”, comenta.

Como o tom cinza se tornou tendência

As mulheres reivindicam o uso do tom de cabelo natural e declaram isto como uma revolução. Na verdade, existe mesmo um site intitulado “Revolution Gray“, que encoraja as mulheres a aceitarem a sua cor de cabelo natural. Além de várias sugestões de produtos e histórias compartilhadas, funciona também como um “conselheiro” de penteados e de cuidados para o cabelo.

É curioso como a tendência das “mais velhas” afetou as “mais novas”. Quantas não são as celebridades que já aderiram ao tom cinza? Rihanna, Kylie Jenner, Pink ou Lady Gaga já mostraram como este tom se tornou num dos principais focos da beleza e como pode ser trendy também entre as mais jovens.

“Mulheres com 20 anos perguntavam-me quem é que pintava meus cabelos. Tenho a certeza que muitas delas achavam que eu não queria revelar quando lhes dizia que a cor era natural”, contou Sarah Harris.

Se você tem os cabelos grasalhos, aconselho a tratar bem dele. Manter a cor brilhante e cuidar não é fácil e, por isso, existem uma grande linha de produtos que a ajudam nesta tarefa.

Cabelos brancos e lindos!

Posted by Cabelos brancos e lindos on Monday, April 16, 2018

Fonte: Saber Viver
Autor: Marta Chaves

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.