O maior sucesso na Netflix, o documentário O Golpista do Tinder desmascarou Shimon Hayut, investigado por realizar uma série de golpes no aplicativo de relacionamento. No documentário, três vítimas do vigarista isralense apresentaram suas histórias e revelaram dívidas exorbitantes por causa de Shimon. Ele chegou a roubar mais de 10 milhões de dólares de suas vítimas.

Aylenn Charlotte, Pernilla Sjoholm e Cecilie Fjellhøy fizeram empréstimos em bancos para ajudar Shimon, que se apresentava como Simon Leviev, em 2018. Ele alegava ser perseguido por inimigos e não poder usar cartões de créditos para não ser rastreado.

Após o documentário ser liberado com exclusividade na Netflix, as três estão recebendo uma série de mensagens nas redes sociais. Elas se uniram e viraram amigas após sofrerem o mesmo golpe por parte de Shimon.

Cecilie, que chegou a viajar de jatinho com Shimon no primeiro encontro dos dois, criou uma instituição na Noruega para ajudar mulheres vítimas de fraude. Ela, ao lado de Ayleen e Pernilla, criaram uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro e sanar suas dívidas.

Já Shimon foi preso entre 2015 e 2017, mas está livre. Em 2019, ele cumpriu cinco meses na prisão em Israel, seu país de origem. Após a repercussão do documentário, Shimon foi expulso do Tinder e banido de outros aplicativos e sites de relacionamento como OkCupid, Hinge, PlentyofFish, OurTime, Meetic, Pairs e Match.

com informações: Metropoles

RECOMENDAMOS






Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.