Às vezes entramos em colapso e desmoronamos, por tentamos ser muito fortes, por tentarmos suportar muitas responsabilidades no lugar de outros.

Quando há muitos “demais” em nossa vida, é normal  sofrer um esgotamento psicológico profundo.

O Esgotamento psicológico geralmente é um processo lento, acumula-se gota a gota sem que percebamos.

O problema é que chega uma hora em que esse acumulo acaba “explodindo”, e muitas vezes isso acontece por situações sem importância, às quais, em outras circunstâncias, nem sequer prestariamos atenção.

A gota d´água pode ser absolutamente qualquer coisa que nos coloque cara a cara com a impossibilidade de avançar.Então nós despencamos, literal ou metaforicamente.

O que é esgotamento psicológico e quais são suas causas?

O esgotamento psicológico é um estado de extrema exaustão mental e emocional, que é freqüentemente acompanhado por um sentimento de falta de força física.

Este estado de desgaste extremo é causado por um excesso de recursos emocionais e / ou cognitivos.

Em outras palavras: Deixamos de dar conta de nós mesmos. É muitas vezes experimentamos uma espécie de inércia física e mental, uma sensação de “peso” que envolve o dia a dia.

O esgotamento aparece como resultado de uma entrega excessiva, seja no trabalho, aos outros, a um grande projeto. Mas também pode e aparece em situações cotidianas, tarefas rotineiras.

Na prática, é como se fizéssemos saques no nosso caixa emocional e não nos preocupássemos em obter alguma renda.

Em outros casos, o esgotamento é causado por muitas mudanças em um tempo muito curto, mesmo que essas mudanças sejam positivas.

Nesses casos, embora aparentemente esteja tudo certo em nossa cabeça um sensor nos avisa que algo não vai bem.

Fadiga mental: sintomas premonitórios de exaustão

1. Perda de energia

A sensação de exaustão psicológica geralmente reflete primeiro fisicamente, por isso é normal que você se sinta sem energia, mal se levante pela manhã, parece que ao abrir os olhos é difícil ter coragem para o encarar o dia.

2. Irritabilidade

Um dos sintomas mais óbvios de esgotamento psicológico é nervosismo, irritabilidade e hipersensibilidade, porque você perde o autocontrole.

Leia também: 15 coisas que mulheres maduras não fazem num relacionamento

Ao mesmo tempo, você começa a interpretar os estímulos como se fossem ameaças, o que o leva a reagir colocando-se na defensiva.

3. Insônia

Muitas vezes, por trás do esgotamento psicológico, estão ocultos problemas não resolvidos, que circulam em sua mente, de modo que não permitem que você concilie uma boa noite de sono.

4. Anedonia

Você se torna incapaz de desfrutar os pequenos prazeres da vida, as coisas que você já desfrutou não o encorajam mais, é como se o mundo tivesse subitamente perdido suas cores.

Em alguns casos, você pode se sentir como se estivesse flutuando em uma espécie de limbo distante que o afasta da realidade.

5. Perda de motivação

Quando você está extremamente exausto, você simplesmente não encontra a motivação para se envolver em novos projetos ou fazer aquelas coisas pelas quais você era apaixonado antes.

Qualquer tarefa parece grande demais e você desenvolve uma apatia profunda pelo mundo. Também tendem a aparecer sentimentos de desencanto, decepção e desespero.

6. Falhas de atenção

Atenção é um dos primeiros processos psicológicos afetados pelo esgotamento. É provável esquecer mensagens, onde deixou algo importante.

Isso acontece porque sua mente está saturada demais para continuar processando informações.

7. Pensamento lento

O esgotamento psicológico também afeta os processos cognitivos, então você pode perceber que pensa mais devagar ou que tem dificuldade em pensar.

O que você costumava fazer rapidamente, custa muito mais e às vezes até é difícil dar um sentido lógico às idéias em sua mente ou acompanhar um longo discurso.

Quem são as pessoas mais vulneráveis ao Esgotamento Psicológico

Todos podemos nos esgotarmos psicologicamente, especialmente quando passamos por situações muito estressantes. Mas existem características de personalidade que tornam alguns mais vulneráveis que outros.

Como os perfeccionistas, que exigem muito de si mesmos, pessoas com dificuldades para delegar, e por isso assumem todas as tarefas, os hipersensíveis emocionalmente e  os chamados “mãos para toda obra” que se tornam incapazes de relaxar de seus afazeres. 

Remédios para fadiga mental: as 5 regras a seguir

Todos devem encontrar seu próprio remédio para a fadiga mental, o que significa que você deve detectar o que consome sua energia e enfrentar esse problema, talvez de uma perspectiva diferente.

Lembre-se que às vezes uma mudança de perspectiva é suficiente para mudar tudo, sem que nada mude.

No entanto, aqui estão 5 regras gerais que você deve seguir para lidar com o esgotamento psicológico:

1. Descanse

Simples assim, para ser eficaz e produtivo, você precisa descansar! Certifique-se de encontrar tempo para relaxar, para que se torne um hábito diário e você possa evitar o esgotamento psicológico.

2. Priorize

O dia tem 24 horas, mesmo você querendo não vai conseguir estendê-lo.

Portanto, você deve aprender a priorizar levando em conta não apenas as coisas que parecem ser urgentes, mas também aquelas que você mais ama e que lhe dão satisfação.

3. Seja menos exigente com você

Seja um pouco mais realista, você não é um super-homem ou uma super mulher.

Às vezes, nada acontece se você cometer erros, se as coisas não forem perfeitas ou se você adiá-las.

4. Seja compassivo 

Trata-se de se relacionar consigo mesmo, assumindo uma atitude mais positiva e compassiva.

Consiste em modular o discurso que você mantém com você, dando-lhe confiança e tranquilidade, em vez de recriminar e criticar duramente.

5. Reencontre-se

O esgotamento psicológico geralmente cria em torno de nós uma camada composta de preocupações, pressões, deveres, angústias e auto-demandas que, a longo prazo, nos faz esquecer de nós mesmos.

Portanto, é importante que você encontre um espaço para ficar sozinho com você, alguns momentos do dia em que você simplesmente respira com facilidade e se conecta com suas necessidades, sonhos e desejos.

Texto originalmente publicado no Rincon Psicologia, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Bem Mais Mulher

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS