Por Luciano Cazz

“Os filhos tornam-se para os pais, conforme a educação que tiveram, uma recompensa ou um castigo. A condução dos pais constrói o caminho dos filhos. E para criar um adulto que irá ser exemplo na sociedade, é imprescindível ensiná-lo esses 7 fundamentos. ”

1. Respeito ao outro

Explicar para um filho os limites no trato com o outro e que devemos respeitá-los, evita muitos problemas na sua vida adulta e ajuda a desenvolver um ser humano mais maduro e gentil. A relação de respeito com os próprios pais será a referência de consideração que ele levará para o mundo.

2. Palavrinhas mágicas

Com licença, desculpa, por favor e obrigado. As famosas palavrinhas ainda são a base da educação, embora menos usuais ultimamente. Elas são o princípio da boa convivência e demonstram muito sobre a educação que um filho recebeu. Sem elas o mundo tende ao caos, por isso insista com seu filho. Obrigado.

3. Consequências

É fundamental explicar às crianças que para tudo há consequências. Devemos trabalhar com estímulos positivos, quando ela faz algo bom, e estímulos negativos, quando ela faz algo errado. Mas não é a força do estímulo que educa, e sim, a repetição. É na intensidade de um castigo que um pai diferencia educação de trauma. Corrija sem maltratar, por favor.

4. Dizer “Não”

Dizer “não” é demonstrar amor. Alguém que zela pelo seu filho evita que ele faça mal a si mesmo. Essa é a função do “não”. Porém, jamais diga não porque não. É fundamental uma explicação. Seu filho pode não o compreender agora, mas com o tempo irá entender o bom pai ou mãe que foi ao tentar protegê-lo de seus próprios erros.

5. Importância do estudo

Com estudo a vida já é difícil, imagina sem. Por isso, ensine ao seu filho o valor da escola na construção de um futuro feliz. Se puder, ajude-o nas lições. Também comemore as notas altas, os trabalhos bem-feitos. Reforce o orgulho que tem do bom aluno que ele é. E se por acaso a nota vier baixa, dê seu apoio e ajude a encontrar soluções.

6. Autoestima

É essencial ao ser humano. Ninguém é feliz sem ter amor-próprio. Não critique ou cobre demais um filho. Dê a ele tudo que você exige dele. Respeito, atenção, cooperação. E principalmente amor. A base de uma autoestima consistente é a forte relação de afeto.

7. Respeitar sentimentos

O mundo é uma rede de sentimentos que se entrelaçam e se repelem conforme o movimento das emoções. Solidarizar-se com os sentimentos dos outros é fundamental para ter uma vida tranquila. Mostre o que as pessoas sentem com as atitudes do seu filho. Assim ele medirá suas ações sempre e você terá um filho empático que entende os limites da vida e os sentimentos do outro.

8. Correção

Mais do que nunca o mundo precisa de pessoas honestas. Ensine a seu filho o valor da verdade, a ser correto e justo. Deixe claro que a malandragem é uma inteligência burra porque é um lucro momentâneo com um prejuízo para a vida toda. E, principalmente, explique que não podemos tomar o que é do outro, sob quaisquer circunstâncias.

Imagine o filho que quer ter para saber o pai que deve ser. E se você for um vencedor nessa missão de educar bem uma criança, muito mais do que fazer bem a seu próprio filho e a sua família, você estará ajudando o mundo a ser um lugar melhor porque a maior herança que um pai deixa para um filho é a educação. O resto ele corre atrás…

Fonte: Provocações Filosóficas

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS