É possível ter uma vida saudável e uma rotina de exercícios longe da academia?

Médicos e instrutores físicos confirmam que sim, é possível iniciar sua rotina de exercícios longe de academias com exercícios que você pode fazer em qualquer lugar dentro ou fora da sua casa.

Estar em casa é uma realidade de muitas pessoas durante o período de mudanças nos hábitos e na rotina de muitas empresas, existem pessoas que decidiram pelo home office.

Mas não é por que você está em casa que precisa passar o dia todo de pijamas, então, vamos aprender a cuidar do nosso corpo, mesmo com poucos aparelhos ou até nenhum deles, com algumas dicas, você vai conseguir se sentir muito melhor durante o seu dia e vai poder sair do sedentarismo.

Para dar início a uma nova rotina, se organize!

Sabemos que não é da noite para o dia que mudamos algum hábito antigo, nosso corpo tende a nos parar, quando queremos fazer algo que ainda não estamos tão acostumados.

E para que essa preguiça de mudar o rumo das coisas não tome conta, é necessário se programar contra ela.

Inicie escolhendo o espaço ideal

Não é necessário um espaço muito grande; um quarto, uma varanda ou até uma área ao ar livre podem ser o seu local ideal.

Caso tenha em casa um colchonete ou um tapete mais fofinho já é o suficiente para iniciar.

Estabeleça sua meta

Estabeleça uma meta de dias em que você quer, se exercitar, duas ou três vezes por semana e um horário específico em cada um destes dias, já ajudam na hora de iniciar sua nova rotina.

Faça metas atingíveis, não tente imitar ninguém e respeite o limite do seu corpo. Não inicie exercícios muito pesados sem orientação. Cada corpo tem sua resistência e seu tempo, tenha em mente que o principal você já fez, que foi sair da inércia, comemore cada conquista isso vai estimular sua mente a continuar.

Um especialista na área de educação física é dispensável?

Não totalmente. Se você já não faz exercícios há muito tempo e tem alguma dificuldade ou problema de saúde, a melhor opção é antes de começar, buscar orientação de um especialista. Dessa forma você evita problemas nas articulações, desconforto e problemas cardíacos.

Se puder conversar com algum preparador físico antes dos seus exercícios isso vai auxiliá-lo e muito na sua nova rotina.

Monitore seu treino

Monitore sua corrida, caminhada ou até seus passos. Existem aplicativos que podem te auxiliar nesse monitoramento. Além de dar uma boa motivada, ver os seus resultados e sua evolução, você já vai ter um parâmetro de comparação para montar seus próximos treinos e metas.

Faça um alongamento

Iniciar exercícios é sempre bom, mas para que o corpo não reaja de forma negativa, busque sempre iniciar seus exercícios pelo alongamento.

Isso aquece os músculos e traz um bem-estar à mente. É sempre indicado iniciar sua série com os alongamentos e fechar a série com eles também, isso diminui a possibilidade de lesões durante os exercícios significativamente.

Caso haja desconforto não force seu corpo

Caso sinta algum mal-estar durante o início dos exercícios, nunca é indicado forçar seus limites. Busque um médico e investigue a causa do seu mal-estar

Vamos ao treino!

Os exercícios são simples, mas podem mudar seu corpo se feitos com a frequência certa e equilibrados a uma boa alimentação.

Eles devem durar até 30 segundos cada, dessa forma você mantém uma boa frequência cardíaca e concentração. Entre cada exercício faça uma pausa de descanso de 10 segundos, se estiver tudo bem prossiga. Caso sinta alguma dificuldade você pode aumentar o período de pausa para 20 segundos.

Polichinelo

Fique de pé, com a coluna reta. Abra as pernas e jogue os braços para o alto, encostando as mãos. Logo na sequência, feche as pernas, enquanto coloca os braços colados no corpo.

Repita esses gestos rapidamente e sem parar por 30 segundos. Você precisa ficar ofegante, com o coração batendo mais rápido. Se estiver fácil, acelere e coloque caneleiras com peso. Evite fazer polichinelos em locais escorregadios, use tênis.

Cadeirinha na parede

É simples. Apoie as costas em uma parede firme e, então, dobre os joelhos até eles atingirem um ângulo de aproximadamente 90 graus. Siga imóvel nessa posição, com as costas coladas na parede, por 30 segundos.

Você vai sentir a coxa queimar.

Flexão de braços

Deitado de bruços, deixe as pernas esticadas e os pés juntos. Posicione as mãos espalmadas no solo. Elas precisam permanecer no eixo horizontal dos ombros, porém um pouco distantes do tronco para ativarem o peitoral.

Se ficarem muito próximas do corpo, só os tríceps farão força. Sem dobrar as pernas, erga-se com os braços e flexione-os na sequência.

Abdominal supra solo

Agora é hora de deitar de barriga para cima com os joelhos flexionados e os pés no chão. Contraia o abdômen enquanto ergue um pouco o tronco e a cabeça.

As mãos podem dar suporte à nuca ou ficar ao lado do corpo.
Agachamento tradicional

Comece com os pés na linha dos ombros. O passo seguinte é jogar as nádegas para trás, sem tirar o calcanhar do solo. Agache, até o joelho formar um ângulo de 90 graus e deixe o corpo ereto de novo.

Repita o movimento por 30 segundos.

Prancha ventral clássica

Deitado, sustente o corpo com os antebraços e os pés, sem dobrar a coluna ou as pernas. Contraia glúteos e abdômen e segure a pose até passar meio minuto.

Corrida com joelhos altos

É uma corrida parada no mesmo lugar, só que jogando o joelho um pouco mais para o alto do que o de costume.

Colocar caneleiras fitness ou segurar halteres com as mãos gera um estímulo adicional aos músculos.

Viva um dia de cada vez

O ideal é fazer exercícios diariamente, mas se você não conseguir, tudo bem!

Viva um dia de cada vez, só não desista por que não fez sua série de exercícios completa na semana passada. Faça hoje a sua melhor série de exercícios. Desafie seu corpo a se manter firme no seu propósito, e seja cada vez mais ativo e saudável.

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.