Esta senhora de 98 anos mudou-se para uma casa de repouso para conseguir cuidar do filho, agora com 80 anos. O caso, insólito, prova que uma mãe nunca deixa de ser mãe, apesar da idade.

Tom Keating mudou-se para a residência Moss View, em Huyton, Liverpool, em 2016 por precisar de apoio e cuidados adicionais.

A história foi publicada pelo Jornal Liverpool Echo, e ficou viral rapidamente:

Um ano depois de se ter mudado, a sua mãe, Ada, decidiu mudar-se também para a mesma residência para poder acompanhar o filho mais velho de perto.

Mãe e filho, naturais de Wavertree, têm uma relação de grande proximidade. Passam o dia jogando e a assistindo a Emmerdale (novela britanica). Tom nunca casou, pelo que sempre manteve uma relação muito próxima com a mãe.

“Eu vou sempre ao quarto do meu filho dizer-lhe boa noite e dar-lhe os bons dias”, refere Ada ao Daily Mail, acrescentando: “E depois aviso-o quando vou descer para tomarmos o pequeno almoço juntos.

Quando saio para ir arranjar o cabelo, ele fica sempre com uma ansiedade grande para ver quando chego. Quando finalmente chego, ele dá-me um abraço enorme! Nunca deixamos de ser mãe!”

“Eles são muito bons aqui e tratam-me bem. Estou muito feliz por ter agora a minha mãe comigo. Às vezes, ela diz-me: ‘porta-te bem’. A minha mãe toma muito bem conta de mim.”

Ada e Harry tiveram quatro filhos: Tom, Barbara, Margi e Jane, que morreu com 13 anos. Antes de se reformar, Tom era decorador na empresa HE Simm, situado na Prescot Road. Ada era auxiliar de enfermaria no Mill Road Hospital.

A neta de Ada, Debi Higham, e outros membros da família são visitantes regulares na casa de repouso onde ambos, Ada e Tom, se encontram, situada na Page Moss Lane. Consideram-se muito felizes por estarem os dois juntos:

“É muito bom sabermos que estão a cuidar de ambos 24 sobre 24 horas”, refere Debi Higham.

Philip Daniels, responsável pela casa de repouso refere: “É muito comovente ver como a Ada e o Tom mantêm uma relação tão próxima.

Estamos muito satisfeitos por podermos satisfazer as necessidades de ambos. É muito raro vermos mãe e filho na mesma casa de repouso.

Queremos fazer deste seu tempo de partilha um tempo especial. Eles são, de fato, inseparáveis”, conclui.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.