A estudante de medicina, Manuela Lemos provou que quando se tem boa vontade e amor pelo que fazemos, sempre é possível fazer a diferença não importa a profissão.

Em atendimento a um idoso, a jovem estudante adaptou a receita ao paciente que é analfabeto. O paciente que por não saber ler estava há anos sem controle do diabetes e da hipertensão.

A unidade de saúde onde o homem foi atendido fica em Belém, capital paraense.

Com muito carinho e dedicação Manuela identificou os remédios com fitinhas de variadas cores e estampas. Ao lado, apenas os horários de cada um.

Gabriela, irmã de Manuela, compartilhou no Twitter e a publicação viralizou. Nesta quarta, 5, já eram mais de 150 mil curtidas e 55 compartilhamentos ao tweet. “Aplaudindo infinitamente minha irmã que atendeu um paciente analfabeto e fez uma receita toda adaptadinha pra ele”, disse Gabriela no texto.

“Vocação, sabedoria e empatia. Isso muda tudo. Parabéns a sua irmã, que tenhamos mais profissionais assim”, elogiou um usuário.

Foram receitados ao paciente, medicamentos como gibenclamida e cloridrato de metformina, para controle do diabetes, além de losartana potássica, para controle da hipertensão.

Veja a postagem que viralizou:

Informações: O Povo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.