Venha conosco para destrincharmos tudo o que você precisa saber para fazer um TCC perfeito. Claro, você sempre pode acessar ferramentas e plataformas online, tais como comprartcc.com.br, mas leia tudo até o final se quiser aceitar o desafio de mergulhar de cabeça nos estudos para escrever um TCC perfeito!

Do que exatamente se trata um TCC?

O TCC poderia ser descrito como uma tese superficial. Na verdade, não é à toa que conhecemos estes trabalhos como “teses de graduação”. É um trabalho académico (portanto, não investigativo), original, que o aluno deverá realizar no final dos seus estudos para justificar que adquiriu as competências gerais do curso.

Embora compartilhe características com as obras escritas individuais objeto de avaliação das diversas disciplinas da carreira, também possui algumas peculiaridades. Principalmente, requer mais elaboração do que aqueles e deve estar em conformidade com os padrões de cada disciplina. Não é um simples “recortar e colar” de informações, mas requer uma estrutura teórica válida. É também um trabalho dirigido, e pode ter a forma de monografia ou artigo acadêmico.

Ao contrário de outros trabalhos, o aluno é orientado por um tutor que deve orientá-lo nos objetivos e metodologia dos mesmos. Implica que será necessária a aprovação do tutor para a qualidade científica e a aprovação antes da apresentação oral. Você não está realmente sozinho no processo de leitura e escrita. 90% do resultado corresponde ao aluno e outros 10% complementares ao seu diretor. Por outro lado, o documento terá que obedecer a alguns requisitos de formatação, como tamanho e fonte, espaçamento entre linhas, recuos, margens, citação, essas coisas.

Primeira etapa – A atribuição do orientador

O processo de atribuição de orientadores é, como muitos estudantes atestam, um dos mais difíceis e que dependem, basicamente, da sorte de cada um. O TCC costuma ter uma série de linhas temáticas propostas pelos professores docentes, ou seja, uma série de tópicos possíveis de escolha.

Opcionalmente, pode haver a possibilidade de um aluno propor um tema de interesse e combiná-lo com o professor que está encarregado de orientá-lo. Em algumas faculdades predomina este percurso alternativo, noutras apenas são atribuídas as linhas sugeridas pelo corpo docente. De uma forma ou de outra, a atribuição geralmente cria conflitos. Os professores têm uma série de créditos (horas de trabalho) já atribuído e que não podem ir além de um certo número.

Normalmente, um professor investigador só aceitará alguns alunos para orientar simultaneamente, pelo que a atribuição das disciplinas obedece a critérios académicos ou à ordem de apresentação das candidaturas. É uma tarefa que compete ao reitor e ao secretário correspondente de cada curso ou faculdade.

A experiência com seu orientador tem tudo para ser gratificante e enriquecedora. Com ele você pode discutir todas as preocupações sobre o TCC. O TCC dá uma amostra do que você vai encontrar nos próximos anos de estudo caso queira seguir na área acadêmica, fazendo cursos de pós-graduação, mestrado ou doutorado.

Segunda etapa – A escolha do tema

A segunda fase de nosso TCC consiste em escolher um tema específico de estudo, em busca de informações bibliográficas úteis e no planejamento de leituras e resumos que nos ajudarão a desenvolver um quadro teórico.

Não devemos esquecer que, como todo trabalho científico, o TCC deve contar com uma metodologia de estudo. Isso significa descrever uma série de diretrizes a serem seguidas para atingir os objetivos e chegar às conclusões do documento.

O método e a metodologia devem ser estabelecidos já pensando em seu tema. Isso significa que você terá que pensar na maneira ou na forma pela qual realizará seu estudo. Se formos das Ciências Humanas ou Sociais, a nossa metodologia será a destas disciplinas e pode basear-se em estudos de caso, comentários de textos, estudos anteriores, etc. No caso das ciências exatas, os métodos acabam se voltando mais para o lado quantitativo e objetivo.

Terceira etapa – Começando a escrever

Escrever é a tarefa mais difícil que enfrentaremos. Na verdade, ver uma página em branco e pensar que teremos que preencher 50 assim não é algo fácil para todos assimilarem. A chave para perder esse medo é deixar claro o que nosso TCC deverá fazer. Depois de ler tantas informações, já devemos estar aptos a escrever o referencial teórico, a introdução, o estado da arte e a metodologia. Pelo menos, já devemos saber um título provisório, que podemos alterar posteriormente se não gostarmos e, a partir dele, organizar uma estrutura de seções.

Trata-se de captar gradativamente as ideias que temos tido sobre como organizar as informações coletadas até o momento. Nesta fase, nada tem que ser considerado final. Tudo é provisório e é melhor perceber que assim será até que o tenhamos acabado. A verdade é que nossa mente já terá traçado um plano, um esquema mental do que queremos, e esse deve ser nosso ponto forte.

Quarta etapa – Revisões

Esta etapa na verdade deve começar praticamente junto com a anterior e deve ser realizada de forma conjunta e simultânea. Como assim? Simples: cada vez que terminarmos uma seção, capítulo ou bloco de conteúdo do TCC, teremos que apresentá-lo ao nosso diretor. Levará algum tempo para você lê-lo e considerar as modificações ou correções apropriadas. Em geral, muitos professores reclamam da má redação de trabalhos acadêmicos. Se este for o seu caso, você deve pensar em como melhorar sua redação. A maneira mais simples e prática é escrever com frequência. Em qualquer caso, as falhas que costumam ocorrer são basicamente gramaticais, sintáticas ou de estilo.

Reta final: Preparando sua defesa de tese e sendo aprovado!

Para a defesa, é bom preparar um texto base e alguns slides. Slides não significam que quem os usa terá uma nota melhor do que quem os dispensa. Eles devem ser um recurso útil para os professores acompanharem sua apresentação, mas evite sobrecarregá-los com texto. É melhor utilizá-los como se fossem um roteiro, com ideias ou pontos-chave que apoiem o seu discurso, para que uma ideia expressa simplesmente apareça e possa ser desenvolvida oralmente. É tudo uma questão de querer: se você já passou por todo o processo de escrever o TCC, a apresentação será o de menos.

E com tudo isso, é praticamente certo que você será aprovado e sairá feliz da vida da banca de aprovação do TCC. Depois, é só comparecer à cerimônia de colação de grau e esperar alguns meses até que seu diploma fique pronto. Se eu fosse você, já pedia a emissão do diploma no mesmo dia que você se formar. Fica a dica!

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.