Com informações:CB

“Ouvi falar: loucura vem de berço.” O que para alguns pode ser considerado “loucura”, para outros é um talento geracional. É o caso de Monique Poggiali Bretas, de 12 anos, filha de um veterinário, que viralizou nas redes sociais ao salvar um gatinho preso em um bueiro de uma rua do bairro Gutierrez, em Belo Horizonte.

No vídeo, a garota se deita no chão para alcançar o animal que estava escondido. “Um menino da minha sala disse que viu um gatinho. Quando eu saí do portão da escola, tinha várias pessoas em volta de um bueiro e um gatinho pequenininho estava lá dentro”, conta Monique.

Sem pensar duas vezes, ela decidiu ficar com o animal. “Fiquei muito feliz”, disse Monique sobre o resgate.

A felicidade contagiou a família. “Fiquei muito orgulhoso”, admite o pai, o veterinário Felipe Poggiali Bretas, especializado em Medicina Veterinária Comportamental. Assim que salvou o gato, a filha ligou para ele para pedir orientações para cuidar do bichinho.

“Monique e a irmã mais velha, Luana, têm muita habilidade com animais. Já me acompanharam em muitos resgates e sabem como se comportar nessas situações. Era o comportamento que eu esperava dela”, afirmou Felipe.

Ele conta que a filha sempre esteve interessada e disposta a cuidar dos animais. “A ciência não explica se esse dom é passado de pai para filho, mas desde que nasceu, Monique convive com muitos animais”, disse.
Apesar do talento, a garota diz que ainda não sabe se deve seguir a carreira do pai. “Antes eu pensava, agora eu não sei mais.”

Mas uma coisa é certa: o gatinho tem um lar. Felipe disse que o animal estava “debilitado, fraco, magro, anêmico, com muitas pulgas e ferimentos de picadas de pulgas” quando foi resgatado.

“Foi feita uma avaliação, tratamento para combater parasitas e cuidados para a hidratação. Ele vem se recuperando bem e em mais alguns dias faremos exames”, disse.

A família já tem outro gatinho mais velho que também foi resgatado. Mas os dois ainda não podem ficar juntos. “Tem que ter um período de adaptação para que possamos fazer uma quarentena, afinal o novo gatinho estava bastante debilitado e ainda está em recuperação”, contou o pai.

A conexão entre a garota e o gatinho só aumenta. “O gatinho percebe que está sendo cuidado e protegido, mia buscando contato com Monique. Quando está no colo dela, para de miar.”

O amor da menina pelo gato conquistou a internet, que sempre cobra atualizações. Monique conta que ganhou mais de 2 mil seguidores em seu perfil no Instagram. Já o pai conta com 19 mil seguidores na rede social.

A repercussão não foi só no on-line. Na escola, outros alunos – e até os professores – conversaram com Monique sobre o regaste.

Para envolver todo mundo no ninho de amor ao gatinho, a garota deu a ideia de fazer uma live no Instagram para pedir ajuda para escolher o nome do novo pet. A transmissão será nesta sexta-feira (3/6) no perfil do pai e de Monique.

“Percebemos que o vídeo gerou muita comoção, e esperamos que a boa ação sirva de exemplo para crianças e adultos”, disse Felipe.

Veja o vídeo:

RECOMENDAMOS






Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.