A atriz e apresentadora Mônica Martelli, de 53 anos, desabafou sobre no Brasil não existir espaço para as mulheres envelhecerem. Ela afirmou que as mulheres estão sempre brigando contra o tempo. Em entrevista para a revista “Marie Claire”, a apresentadora afirmou que seu reconhecimento profissional veio só a partir dos 37 anos e relacionamento sólido veio também com mais idade.

“Estava falando outro dia para a minha terapeuta sobre essa sensação de vivenciar muitas coisas, sempre me achando mais velha do que deveria ser para aquela situação”, começou ela. “Eu fui mãe aos 41. Me apaixonei novamente aos 50 [pelo empresário Fernando Altério]. Estou sendo capa da ‘Marie Claire’ pela primeira vez aos 53. No Brasil, a mulher não tem permissão para envelhecer. A gente está sempre brigando com o tempo”.

Por ir contra essa visão da sociedade brasileira, Mônica acredita que outras mulheres têm ido no mesmo caminho. “Acho que a gente está entendendo que pode fazer o que quiser com qualquer idade”, afirmou. Durante a entrevista, ela lembrou sobre a perda do melhor amigo, Paulo Gustavo, que morreu em maio do ano passado vítima de covid-19.

“Nunca mais consegui gargalhar da forma que gargalhava com ele. Era a pessoa mais engraçada que conheci na minha vida inteira”, confessou a apresentadora. Mônica também contou que tem trabalhado na continuação da história de “Minha Vida em Marte”, em que conta as desventuras amorosas de Fernanda.

RECOMENDAMOS






Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.