“Existem duas forças motivadoras básicas: medo e amor. Quando estamos com medo, nos afastamos da vida. Quando estamos apaixonados, nos abrimos a tudo que a vida tem a oferecer com paixão, entusiasmo e aceitação.
Precisamos aprender a nos amar primeiro, em toda a nossa glória e nossas imperfeições. Se não podemos nos amar, não podemos nos abrir totalmente para a nossa capacidade de amar os outros ou o nosso potencial para criar. A evolução e todas as esperanças de um mundo melhor repousam no destemor e na visão desinteressada das pessoas que abraçam a vida. ” (John Lennon)

É muito normal se abandonar quando estamos em um amor tóxico, fazendo esforço para manter um relacionamento.

E é geralmente nessa fase que começamos a deixar de nos amar. Quando isso acontece, entregamos toda a nossa auto-estima e significado a outra pessoa, e antes que percebamos, nosso estado de espírito e felicidade se tornam inteiramente dependentes deles.

Quando esse relacionamento acaba, não sabemos como viver, muito menos como ser feliz sem eles. A verdade é que você vai ficar bem – há uma luz no fim do túnel, e você vai se apaixonar por si mesma novamente.

Não lute contra o antigo

Não tente entender por que a pessoa fez o que fez. Você pode passar anos analisando e nunca vai saber. Por que eles fizeram isso não é importante. Foque no que é importante agora, no novo.

Tentar lutar contra o antigo é uma batalha que você nunca vai ganhar porque desperdiçará toda a sua energia que você pode usar para construir o novo.

Se recuse a manter a dor

O que você sente quando um ex te trai vai ser sempre parte de você, porque irá te moldar e te ensinar muito mais do que um final feliz poderia jamais moldar e ensinar.

Alguns amores apenas te direcionam para uma nova vida – vida mais cheia de amor do que você poderia imaginar. Alguns amores servem apenas para te mudarem ao invés de te presentearem com alguém para ser seu companheiro o resto da vida.

Aprenda a deixar ir

Você não pode avançar com sua vida com um pé no freio. Às vezes nós não queremos deixar de lado a nossa dor, porque é a única coisa que ainda nos prende ao nosso ex – deixe de lado e libere essa dor.

Leia Mais: Salmo 35 – Proteção contra quem lhe deseja o mal

Eu segurei a dor por um longo tempo. Mas a energia necessária para se agarrar ao passado me impedia de viver plenamente a minha vida. Quando seu coração está aberto, nova luz entra. Abrace-o.

Perdoar

Você não pode ser responsável pelas ações e palavras do seu companheiro, apenas pelas suas próprias. Então escolha perdoar. Você só tem a ganhar com isso.

Entenda seu valor

O primeiro passo para se apaixonar por si mesmo é entender o que você é e não está disposto a comprometer. Nunca se abandone no esforço de manter alguém ou alguma coisa.

Não se arrependa de nada

Erros são inevitáveis ​​em uma vida digna de ser vivida. Contanto que você aprenda com eles, os erros são muito importantes. Eles ensinam exatamente o que você quer e quem você quer ser.

Aprenda a amar suas limitações

Você provavelmente aprendeu a amar as do seu ex. Então porque não amar as suas próprias? Faça isso por si mesma. Cresça através das suas falhas.

Exija mais de si mesma

Você também provavelmente confrontou seu ex naquilo que ele precisava melhorar. Então faça o mesmo para si mesma: procure melhorar. Procure crescer. Procure se desenvolver. Faça o extraordinário acontecer na sua vida.

Texto originalmente publicado no Pucker Mob, livremente traduzido e adaptado pela equipe do site  da Revista Bem Mais Mulher.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.

COMENTÁRIOS