Por Giovane Galvan

É, você precisa aprender a ficar sozinha.

Na sua timeline minam fotos de casais felizes e isso te faz achar que só você não é feliz, e é, eu sei, tem uma centena destas páginas vomitando textos sobre o amor e às vezes isso até te incomoda.

Quando chega a segunda-feira então, se torna pior, geralmente a ressaca do final de semana aliada as noites mal dormidas, os desperdícios, o vazio.

É, as segundas são definitivamente os dias mais tristes do ano, todas. Mas menina, tu precisa aprender a viver no seu tempo, não é uma corrida pra ver quem é mais feliz, dane-se a impressão de que a sociedade vai te aceitar menos porque você está solteira, ninguém tem que aceitar nada.

Nessa era de relações cada vez mais líquidas não é novidade ver casais que postam fotos com frases prontas mas dormem virados um contra o outro.

Ninguém quer viver isso. Quer?

Depois de um bom tempo solteiro eu aprendi uma coisa muito valiosa que eu quero espalhar por aí. Estar sozinho é a melhor forma de se conhecer e aprender a lidar com os próprios demônios.

Deixa eu contar, esses dias peguei uma gripe daquelas, tudo que eu queria era um chá da minha mãe pra dormir quentinho e acordar melhor, mas, moro sozinho a perder as contas e nestes períodos eu recorro a um chá artificial de saquinho, um analgésico, um antitérmico e a fé pra que todo o mal estar passe logo.

Quando se está sozinho você não tem pra quem reclamar, você enfrenta o problema seja qual for e se torna mais forte. É assim também no amor.

A gente reclama da carência, da falta de atenção, de se sentir sufocado, do jeito errado que vê o outro, do atraso, da pressa, reclama da rotina, reclama da falta da rotina, reclama da ausência e enjoa da presença.

Leia também: Thais Fersoza e as voltas que a vida dá

Quando se está sozinho, você aprende a valorizar mais as pessoas que estão ao seu lado.

Estar sozinho não significa que não vá passar ninguém pela sua vida, e até isso se torna mais valioso. Quando você está bem sozinho, qualquer presença na sua vida é eleita a dedo, deve te agregar num bom papo, deve valer a pena o tempo juntos.

Quando você aprende a estar bem sozinha, não é qualquer companhia que basta. Pessoas vão cruzar o seu caminho, talvez pela sua cama, vão deixar um pouco de si, vão levar um pouco de ti, mas, não se decepcione se não deixarem nada, nem saudade ou apenas virem mais um na centena de contatos que a gente adiciona e depois nem lembra o porquê.

Tropeçar em tanta gente rasa também vai te fazer entender que na maioria das vezes, estar sozinha é melhor que com qualquer companhia.

Você vai crescer com isso, acredite. Fique sozinha, aproveite suas séries, sua xícara de café, o silêncio de uma janela, não desperdice energia com as pessoas. Fique muito tempo sozinha, até que isso se torne seu vício.

Em algum momento, quando você não sentir mais a falta de alguém apenas ocupando um espaço, quando você apreciar sua casa, sua cama vazia, a plenitude de se pertencer, ter alguém vai começar a fazer sentido. Mantenha a alma limpa, o coração livre de querer.

Quando você entender que estar em paz é melhor que viver tentando estar feliz, só aí, só neste momento você vai estar preparada pra entender a manifestação mágica do amor na sua vida.

Não espere que aconteça, não torça pra que aconteça, só esteja preparada pra quando acontecer.

Crédito imagem: Pixabay

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Giovane Galvan Galvan
Giovane Galvan é jornalista, designer, produtor e redator, escreve por paixão. Suas observações cotidianas são dramáticas e carregadas de poesia. Acredita que bons escritos assim como a boa comida, servem de abraço, de viagem pelo tempo e de acalento em qualquer circunstância.

COMENTÁRIOS