Por: Inspiring Life

Após as terríveis guerras que o século passado viu acontecer, muitos fenômenos nunca antes vistos saltaram estavam em evidência. Um dos que mais atraiu a atenção daqueles que estudaram o humano e as suas tendências de vida e educação foi que, nos países que sofreram mais perdas na guerra, mais mulheres tendiam a nascer.

Era quase como se houvesse uma maneira de comunicar à natureza a situação em que uma determinada nação havia perdido vários milhões de habitantes e precisava começar a recuperar a população. Ninguém sabia bem por que isso estava a acontecer, mas todos podiam ter certeza de uma coisa: era um teste de sabedoria do planeta.

É claro que a ciência fez de tudo para conseguir estudar isso. Até hoje, não se chegou a um ponto conclusivo na ciência reprodutiva, particularmente em como e por quê às vezes as gestações tendem a culminar numa menina e outras num menino. Mas eles apresentaram causas bastante claras, que nos aproximam o suficiente para chegar a um método de prever com que gênero de bebé estaremos a lidar.

CIENTISTAS ESPECIALIZADOS NA ÁREA DE MATERNIDADE DO IRVING MEDICAL CENTER DA COLUMBIA UNIVERSITY ACOMPANHARAM A GRAVIDEZ DE 187 MULHERES.

Eles monitorizaram em que tipo de condições estavam a realizar a gravidez; especificamente a que fatores de preocupação ou angústia as mulheres em causa estavam expostas.

A relação que eles conseguiram observar entre as mulheres mais sujeitas ao estresse durante a gravidez e o sexo da criança era inevitável. Mães que não tiveram uma gravidez muito tranquila tendiam a desenvolver uma menina nas suas barrigas.

Não é difícil pensar novamente sobre a situação da Europa pós-guerra: com as nações no chão e a população a perder um grande número dos seus membros, a natureza começou a trabalhar para nos ajudar a recuperar.

Abandonando o seu método de verificar tudo e não tomar nada como garantido sem ter um camião cheio de evidências para apoiá-lo, a ciência simplesmente se dedicou à noção de que tempos de crise causam o nascimento de mais mulheres.

Eles dizem que, simplesmente que seria assim que a nossa espécie é programada desde a pré-história. É a natureza que vive para o resgate de nossa espécie.

 

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.