Uma história de superação; Ranulfo costa, 60 anos, morava nas ruas desde 2017, foi aprovado em um concurso da prefeitura de Taubaté, SP. Ele foi empossado no cargo e começou a trabalhar recentemente, sua função é pintar prédios públicos na cidade. Assim ele foi auxiliado por projetos públicos para estudar para a prova, sem custo algum de inscrição e concorreu a uma vaga aberta pela administração municipal.

Foto: Facebook, Prefeitura de Taubaté

Entrevistado pela TV Vanguarda, o sem-teto revelou que o alcoolismo e a depressão contribuíram pra que ele fosse viver nas ruas, passou por um tratamento para estas doenças e, assim, conseguiu se reabilitar e concorrer à vaga no concurso público. Disse ainda que:
“Bebida, rotina, depressão. Tem momentos que a gente achava que ninguém pensava na gente, longe da família”…

Ranulfo está radiante de alegria com a aprovação e tem muitos planos pela frente, um deles é: reconectar-se com seus filhos, que já estão adultos e montar uma casa para morar.

Foto: Facebook, prefeitura de Taubaté.

“Quase que eu dou um salto mortal, que nem moleque”, afirmou sobre o desejo de comemorar. “Quando a assistente social me procurou, puxa vida, foi uma alegria imensa, fiquei muito feliz. Primeiro, quero arrumar uma casa, não quero mais rua. Meu segundo projeto é auxiliar meus filhos no que eu puder e o terceiro é terminar minha velhice em paz. ”

Foto: Facebook, prefeitura de Taubaté

O pintor de Taubaté, agora, começou seu novo trabalho no dia 31 de outubro, feliz da vida, fez questão de tirar fotos com as profissionais que o ajudaram no processo de conquista, elas são do Centro de Referência Especializado, Conhecido como Centro POP – e da Sedis (Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social).

Foto: Facebook, prefeitura Taubaté

Em nota, a prefeitura de Taubaté esclareceu que: Ranulfo foi o 10º colocado no concurso público, além dele, outros dois homens em situação de rua, que participaram do concurso foram aprovados, um para a vaga de gari e outro para cuidador.

Eles fizeram parte de um grupo de 35 pessoas que receberam aulas de reforço, oferecidas no final de 2021 no Centro POP, que eram destinadas às pessoas em situação de rua.

“Quando o concurso abriu, nossa orientadora social motivou os atendidos pelo Centro Pop (a se inscreverem) e o Seu Ranulfo foi um dos participantes. Ela começou a motivá-los a estudar, deu aulas para eles, realizou encontros onde eles estudavam as matérias em que tinham mais dificuldade, fizeram a prova e o seu Ranulfo foi um dos aprovados”, festejou Natália Silva, diretora de proteção social especial do órgão, ao ser entrevistada pela TV local.

Foto: Facebook, Pref. Taubaté.

RECOMENDAMOS






Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.