Por Maria Pietro

A síndrome do wanderlust é um termo referenta  à obsessão sentida por algumas pessoas em viajar. Um desejo nascido de uma “necessidade”, fora do comum, de conhecer novos lugares e descobrir outras culturas.

Sua etimologia vem de wandern (excursão, viagem, passeio) e lust (desejo, saudade). Da união dos dois lexemas surge o termo “paixão por viajar”.

A síndrome de wanderlust de viajar, a obsessão de viajar

Até um tempo atrás, viagens por prazer buscando aventuras para compartilhar e soltar o espírito viajante dos jovens eram algo inimaginável. A síndrome de wanderlust é muito mais do que o desejo de tirar, que de alguma forma todos nós temos, é uma necessidade que arrasta a paixão por viajar e descobrir novos lugares e culturas diferentes.

Essa síndrome afeta tanto homens quanto mulheres, geralmente com a idade entre 20 e 40 anos. Possuem um impulso irresistível de sair, gostam de fugir para qualquer parte do mundo e sempre estão à procura de novos destinos.

Algumas pesquisas e estudos mostraram que esta é a prioridade e interesse para a geração atual. Para alcançar seu objetivo, é sua melhor aliada, já que a rede se torna sua melhor agente de viagens. Reservas, compras, passagens e informações; tudo é resolvido através das novas tecnologias.

Os viajantes compulsivos passam a maior parte do tempo lendo guias de viagem, navegando pela Internet em busca de voos, hotéis, albergues, etc., assistem documentários sobre lugares exóticos e gastam boa parte de sua renda em viagens. O destino passa para um lugar secundário no planejamento da viagem, uma mera desculpa para desfrutar do prazer de viajar, ou seja, quando o sentimento de wanderlust adquire todo o seu significado e se torna um modo de vida.

Viajar enriquece a pessoa, abre novas perspectivas e possibilita ter outros pontos de vista. Conhecer  culturas diferentes, mergulhar nas tradições e viver em lugares diferentes nos ajuda a ampliar nossa visão e a alimentar – e ao mesmo tempo satisfazer – a curiosidade pelo desconhecido.

Você sofre da síndrome de wanderlust?

As pessoas com síndrome do wanderfust apresentam características que as diferenciam do resto:

-Têm sempre o passaporte atualizado e acessível caso surja a oportunidade de viajar de forma imprevista. Não têm medo de sair da zona de conforto porque gostam de mudanças.

-A curiosidade em descobrir novos lugares e outras culturas vai além da imaginação e se torna uma necessidade. Todo o dinheiro que podem economizar está destinado a viver novas aventuras.

-Assim que regressam de uma viagem, já planejam a seguinte: consultam páginas especializadas na Internet, assistem documentários ou leem guias.

A paixão por viajar e conhecer o mundo não se relaciona apenas ao gene viajante, mas também à infância, na qual aprendemos através das brincadeiras e da imaginação. É nesse estágio que é desenvolvido o interesse para saber o que há além dos limites do lar. Além da fronteira escolar e do dever de casa, há adultos que ainda sentem a mesma paixão (ou ainda maior) do que antes.

Texto originalmente publicado no Lamente es Maravillosa, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Bem Mais Mulher

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.