Por: Conti Outra

Não, o outro não vai te transbordar. O outro não vai preencher os seus vazios ou andar os seus desertos por você. O outro não vai mudar por sua causa. Nem vai ser o salvador da pátria. Da sua pátria.

O outro não vai te colocar no centro do universo dele, porque cada um tem um alinhamento próprio de prioridades e geralmente a prioridade do outro é o outro mesmo.

Seja você a sua prioridade também. Se abrace. Se pegue no colo. Permita-se ser amado. Talvez tenha chegado a hora de viver o mundo da sua própria maneira. Talvez tenha chegado o tempo de parar de ser reativo. Muitas vezes a gente age de acordo com o outro. Daí esquece de como a gente realmente agiria se não se importasse tanto com o mundo de fora.

Não, a vida não é sobre o que o outro quer. Não é sobre o que o outro vai fazer. Não é sobre o que o outro vai dizer. A vida é sobre você.

Conheça a si mesmo. Se baste. Um universo de possibilidades existe aí dentro. Segure esse universo com força. O mundo gosta de testar a nossa força. Ele diz: Ah é isso mesmo? Então ele nos puxa para um outro lado. O mundo gosta de nos por à prova todos os dias.

Viver de acordo com a reação alheia, rindo e chorando, admirando e detestando em questão de segundos nunca será a melhor opção. Viver de forma reativa nos afasta da nossa real essência. A vida é sobre a nossa forma de amar, independente das circunstâncias. A vida é sobre o nosso jeito de tocar o mundo, independente da forma como fomos tocados. A vida é sobre a nossa crença inabalável nas pessoas, apesar de tudo. Mantenha-se firme.

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Bem Mais Mulher
Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.