Por Catarina Maldonado UPSOCL

Após sérias acusações de fraude contra ele, Simon Leviev decidiu se manifestar em suas redes sociais, onde pediu respeito e paciência para contar sua versão: “Por favor, mantenha a mente e o coração abertos”. Depois disso, ele fechou seu perfil no Instagram.

A Netflix acertou em cheio com seus documentários sobre crimes reais, e o último que eles lançaram não ficou muito atrás . “O golpista do Tinder” tornou-se uma tendência no mundo, sendo um caso que permanece sem solução e onde seus protagonistas continuam a dar o que falar.

Enquanto as mulheres enganadas pelo jovem israelense Simon Leviev recebem doações por meio de um site para quitar suas dívidas, o golpista do Tinder também se manifestou sobre seu próprio caso.

Embora Simon, cujo sobrenome verdadeiro é Hayut, tenha sido preso e condenado pelos golpes que cometeu com dezenas de mulheres em 2019, ele foi libertado alguns meses depois e, até agora, levava uma vida completamente normal. De fato, em sua conta no Instagram, ele continuou ostentando sua vida de luxo e ainda usava o Tinder.

Após a popularidade do documentário da Netflix, a vida de mentiras de Simon Leviev desmoronou. Em primeira instância, o aplicativo de namoro decidiu baixar seu perfil para sempre e sem a possibilidade de poder se registrar novamente. Então, seu Instagram sofreu a fúria das redes sociais.

Diante da quantidade de comentários negativos e insultos em suas redes sociais, Simon decidiu quebrar o silêncio que manteve após o sucesso do documentário e referiu seu caso em uma matéria em seu perfil:

“Obrigado por todo o apoio. Compartilharei meu lado da história nos próximos dias, quando encontrar a melhor e mais respeitosa maneira de contá-la, tanto para as partes envolvidas quanto para mim. Até lá, por favor, mantenha a mente e o coração abertos”, escreveu Simon Leviev no Instagram.

A captura de tela da história de Simon logo se tornou viral nas mídias sociais e começou a receber ainda mais ódio. Dessa forma, o golpista do Tinder alterou suas configurações de privacidade no Instagram para não serem mais públicas e, alguns dias depois, excluiu seu perfil.

Até agora, Simon Leviev não deu nenhum sinal de vida e, embora o documentário exponha o caso, as vítimas do golpista planejam se vingar depois de divulgar seu caso em todo o mundo.

RECOMENDAMOS






Sobre a inteligência, a força e a beleza feminina.